Uma Bobeira



Estava eu "por ai", quando vejo esse vídeo sobre "primeiro beijo", onde pessoas que não se conhecem se beijam pela primeira vez, a princípio me pareceu uma bobeira, mas conforme o vídeo foi passando, eu acabei me envolvendo com a ideia. E isso me levou a pensar um bocado de coisas... a primeira delas é que, como eu disse outra vez, eu nunca fui muito de beijo – não que eu não goste de beijar, longe disso. Mas nunca fui de sair beijando por ai... Beijos, para mim, são coisas sérias!

Também fiquei imaginando minha cara participando de uma coisa assim, fiquei feliz em perceber que a maior parte das pessoas também ficaram meio "sem jeito”, pelo menos no começo...  

Entretanto, conforme a coisa foi “avançando”, foi inevitável pensar nas boquitas que já me pertenceram... Infelizmente, ou felizmente, não foram muitas, mas em contra partida, posso dizer que todos os beijos dados, foram bemmm bacanas... Em especial, me chamou a atenção, o momento em que após o beijo, um homem diz ao outro que queria abraçá-lo... Não sei por que, mas eu também adoro “o combo” beijo + abraço ou abraço + beijo ou ainda, abraço + beijo + abraço... [kkk]

E ai, obviamente eu me lembrei do meu primeiro beijo... cof cof cof

Devo confessar que eu já era um mocinho crescido quando aconteceu, era uma tarde de sábado e eu tinha ido entregar um mp3 player com as “nossas músicas” (Eu e a minha mania de fazer “surpresas”!). Havia pouco tempo que estávamos nos conhecendo e aquela, de fato, seria a segunda vez que tínhamos a chance de estarmos juntos. Ele foi me encontrar, depois estacionei o carro atrás do dele quando chegamos em sua casa, e meio que meu coração tava saindo pela boca quando eu entrei... Conversamos um tempo, sentados a distância “segura” [kkkk], e foi quando eu me levantei para ir embora, que ele também se levantou, agradeceu mais uma vez pela surpresa e então nos abraçamos... perfect match!

Ficamos assim um tempo, não sei dizer quanto tempo, como também não sei como começou ou quem começou, só posso dizer que foi um baita de um beijo!!! Voltaria rindo a toa para casa, naquela tarde... 

(...) Todo sentimento precisa de um passado pra existir
O amor não, ele cria como por encanto um passado que nos cerca
Ele nos dá a consciência de havermos vivido anos a fio
Com alguém que a pouco era quase um estranho
Ele supre a falta de lembranças por uma espécie de mágica..."
(BENJAMIM CONSTANT)

E dai, eu me pergunto, por que é que eu estou pensando em beijo a essa hora da tarde, plena quinta-feira, ao invés de cuidar dos planos de dominação mundial?! 

Oopa, acho que lembrei! He he he   ;-)

11 comentários:

Miguel R disse...

Awn! Gostei do seu primeiro beijo :P bastante mais romantico que o meu xD

Namorado P.S. disse...

Lembrou-se porque está a precisar de beijar Latinha :P É a saudade a aparecer :P

Abração :P

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

OMG! Agora eu é q estou aqui pensando nisto tb ... rs

Israel Freitas Silva disse...

O primeiro beijo é inesquecível. Aliás, tudo que é a primeira vez não tem como esquecer.

Luiz Carlos Lucas disse...

Hum... digamos que já lançaram outro vídeo nessa linha... só que mais avançado. Sabe trabalhos manuais? Então... (rs)

http://www.youtube.com/watch?v=SAnjUhQvGi0

Mabe disse...

Bobeira?????????
S-E-I....

Madi Muller disse...

Ahhh,mas é bom mesmo pensar nisso,alimenta a alma..o primeiro amor,o primeiro beijo..tem coisa melhor na vida pra lembrar?

Mônica C. disse...

Tão bom poder lembrar de um primeiro beijo assim, coração saindo pela boca, minutos que parecem horas, coisa e tal. Às vezes tenho pena dessa "criançada" que sai por aí beijando a torto e a direito e já nem lembra mais com quem foi a primeira vez.
Gostei do teu blog.

railer disse...

nossa, eu sou muito de beijo. ao contrário de você achei que o povo ficou sem jeito até demais. eu já ia chegar matando! hehehe

Meia Noite e Um Quarto disse...

aaahhhh o mp3...lembro :-)

No Limite do Oceano disse...

Latinha o teu primeiro bejio tem uma bonita história. O meu também tem muito que se lhe diga, mas não o consigo o transformar num pequeno conto. A mim marcou-me, pela positiva :-)

Abraço

Postar um comentário