Samambaia Chorona

Hoje está sendo um domingo daqueles em que o tempo custa passar, acordei sobressaltado, achando ser "tarde", mas qual não foi meu susto ao ver que o despertador marcava recém 08h00!!! Sacanagem, né?! De qualquer forma, aproveitei para tomar meu remédio e, novamente, me aninhei entre meus travesseiros e edredon, ficando lá por mais algumas horas em sinal de "protesto"!

A essa altura, quando começo a escrever, a tarde já vai alta... mas estranhamente está tudo quieto! Vez por outra ouço um carro passando pela avenida, mas é como só existisse eu acordado hoje... ou seja, o único barulho a me perturbar são meus pensamentos ruidosos!!! De repente, me sinto como o Manny, aquele Mamute do filme Era do Gelo, que pensa ser o último mamute da Terra...

No meio tempo, eu devo confessar que sou desses que lê livros e chora!
Em função do trailer do filme "The Fault in Our Stars" / A Culpa é das Estrelas [link para o trailer], conversando com um amigo depois, ele falou que iria ler o livro e eu acabei empolgando também - combinamos de ler juntos! Foi só então que me dei conta que o livro tem sido um grande sucesso, não o encontrava para comprar, nem em português, nem mesmo em inglês o livrou havia virado pó!

Mas eis que eu o encontro e displicentemente comecei a ler... apesar de fazer uma pré concepção do livro, eu não tinha maiores expectativas e nem estava familiarizado com a história, pensei se tratar em mais um "love story" adolescente e o que eu queria mesmo era passar o tempo. Tá bom, o livro é um love story, mas confesso que ele me pegou de jeito, talvez pelo choque de algumas situações similares com a mocinha do filme, talvez pela história ser realmente cativante. Foi assim, que me peguei acordado uma madrugada dessas, concentrado para entender o que ia acontecer, e pior... quando assustei lá estava eu chorando igual a um bebezão! [kkk]

A história é bacana, o autor soube como "pegar" o leitor direitinho e no final dá para pensar e se questionar um bocado de coisas, gostei muito de ter lido o livro... E já que é isso que temos para o momento, acho que só me resta andar um pouco por ai, com sorte ainda encontro uma xícara de café para me acompanhar...


Como dois estranhos, 
Cada um na sua estrada, 
Nos deparamos, numa esquina, num lugar comum. 
E aí? quais são seus planos? 
Eu até que tenho vários. 
Se me acompanhar, no caminho eu possso te contar. 
E mesmo assim, queria te perguntar, 
Se você tem ai contigo alguma coisa pra me dar, 
Se tem espaço de sobra no seu coração. 
Quer levar minha bagagem ou não?
E pelo visto, vou te inserir na minha paisagem 
E você vai me ensinar as suas verdades 
E se pensar, a gente já queria tudo isso desde o inicio. 
De dia, vou me mostrar de longe. 
De noite, você verá de perto. 
O certo e o incerto, a gente vai saber. 
E mesmo assim, 
Queria te contar que eu talvez tenha aqui comigo, 
Eu tenho alguma coisa pra te dar. 
Tem espaço de sobra no meu coração. 
Eu vou levar sua bagagem e o que mais estiver à mão.


"Não dá para escolher se você vai ou não se ferir nesse mundo.
Mas é possível escolher quem vai ferí-lo."


Que possamos fazer dessa uma ótima semana! ;-)
"E vamos que vamos..."

10 comentários:

Namorado P.S. disse...

Uma boa dica Latinha!

Uma óptima semana também para você!

Abração

Luiz Carlos Lucas disse...

Ah, esses domingos “de bode”! (rs) Pra salvar, só uma boa padoca... um belo café e outras coisinhas. Em tempo: tem alguma panadería por essas bandas? Pan de queso, é pedir muito? (rs)

Boa semana também pra você!

Latinha disse...

Lucas

Aqui o sistema é mais bruto, e ao invés de pão de queijo rola umas "Chipas" (com um pouco de sotaque a gente fala "Tchipa" ou "chipa" mesmo, kkk), que é um primo do pão de queijo. Também vai polvilho, óleo ou azeite de oliva, queijo ralado, ovos e sal, mas são sempre assadas em forma de "ferradura". Muito boas por sinal!!! ;-)

Mas nada se compara as padocas que temos ai em São Paulo... kkkk

Aqui vai a diferença e a receita das chipinhas!
http://gnt.globo.com/receitas/Aprenda-a-fazer-a-chipa-paraguaia--salgado-de-queijo.shtml

railer disse...

uau, amanhã falarei deste livro no meu blog! ;-)

Eduardo de Souza Caxa ש disse...

Opa, adoro!!! Li ano passado, até acho que falei dele (num dos) bloguinho(s). MEDA do filme, portanto. Mas vamos que vamos.

Chipas? Hmmmm... que vais estar fazendo em março? ;-)

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Correndo para ler e depois assistir ... com todas estas referências emotivas não há como escapar ...

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

ah! amei o título ... saiba q eu tb sou uma verdadeira Samambaia Chorona ... rs

adulto disse...

Dois da Tiê é a coisa mais fofa do mundo! E sou declaradamente fã do JG e desse livro em especial, até falei dele lá no blog uns meses atrás, me deixou sensível e quase crente no amor, rs. Covardia juntar essa música e esse livro!

Madi Muller disse...

Gostei da dica,quero ler o livro...os filmes,em geral,não fazem jus aos livros q os originaram,mas gosto de conferir,mesmo assim...Vc já assistiu A menina que roubava livros? Eu tinha lido antes de ver o filme, e não me decepcionou..

Fred disse...

Chora não... que já te dou um colo... hahahahaha! Boas dicas de Latinha... vamos conferir... assim que possível! Hugzitos, caro mio!

Postar um comentário