Pensamentos Soltos de 5a Feira Chuvosa (antes do almoço)

Eu não sei... talvez seja uma coisa muito minha, mas eu tenho mania de tentar ver relação em tudo que me cerca, na verdade, não raro, eventos aleatórios quando olhados com um pouco mais de cautela, revelam conexões e relações interessantes. Minha vida meio que tem algumas coisas assim, não dá para explicar, não dá para provar nem demonstrar que há uma lógica ali... Mas eu olho e não consigo simplesmente acreditar que aquilo seja simplesmente obra do acaso!

Essa tem sido uma semana atípica em alguns aspectos, onde por exemplo, pessoas distintas chegaram até mim e fizeram menção a um assunto que tinha me passado pela cabeça... obra do acaso ou coincidência?! Eu já li que coincidências não existem, ou seja, tudo acontece por uma razão, sendo assim... qual seria essa razão? Qual a mensagem que eu não consigo decifrar?

Coisas a se pensar... Meditar eu irei!

No meio tempo, eu acho que poderia dar a semana por encerrada... coisas boas aconteceram com pessoas boas, e acho que isso é muito bacana! Fico feliz por algumas pessoas bem bacanas que eu conheço que tiveram notícias "auspiciosas" ao longo dessa semana...  Fico na expectativa de mais algumas boas notícias amanhã, mas acho que o saldo da semana é positivo.

E, é o fim da carreira... decididamente eu devo estar virando o Tio da Sukita!
Ontem, chego na casa de um amigo, todo garotão, toco a campainha... enquanto a filha dele me recebe, ouço meu amigo indagando quem era... e ela mais que prontamente respondeu: É o Tio "Latinha"...  Oi?! 

Me senti aquele tiozinho com as meias brancas até o meio da canela, com aquela bermuda de caçar borboleta... sabe?! Aquelas que já vem com o "cintinho" e elástico na cintura?! Enfim... é o fim!!! kkkk 8-P


E agora, de volta a nossa programação normal...

Inté.

9 comentários:

Meia Noite e Um Quarto disse...

Nada acontece por acaso migo, e as pessoas atentas aos detalhes e às correntes entrelaçadas da vida, sabem-no. Quanto mais atenção tiveres, mais conexão entre acontecimentos encontras.

Quanto ao tio...é uma posição de respeito ;-)

adulto disse...

Não, grande Latinha, não se entregue a tiozice! Não acho que tudo tem um porquê, mas acredito que se chamou a atenção merece ser investigado, confuso?! Acho também! Abraço.

Namorado P.S. disse...

Eu acredito que tudo vem e aparece por uma razão :) Resta ser paciente e perceber nas entrelinhas o que nos espera. Se abrirmos o coração ao mundo, este reparará em nós bem como todas as pessoas que fizerem o mesmo.

Grande abraço

Luiz Carlos Lucas disse...

Hum... assunto pra mais de metro! (rs) Em linhas gerais podemos dizer que, quem (como o senhor!) acredita que tudo acontece por “alguma razão”, opera racionalmente por um viés um tanto idealista. Certo? (rs) Do outro lado teríamos aquelas pessoas para quem tudo é um imenso oceano de acasos. São os “empiristas puros”, que não acreditam que haja determinismo algum no mundo.

Eu sigo um pouco a teoria de Ilya Prigogine (químico e pensador russo, prêmio Nobel de 1977), já ouviu falar? Em linhas beeeem gerais, ele postula que vivemos vetorialmente inseridos num mar de possibilidades (veja que não é um oceano! rs) e que, por nossas ações e desejos, “produzimos” atratores que acabam por tornar realidade algumas das possibilidades desse mar. Tendeu? É bem difícil... qualquer coisa, discutimos depois! (rs)

Abraços

Marcos Campos disse...

Oi Tio ! Ops ! Latinha !
Pode ser que as coisas tenham uma conexão/razão ... ou não !
É legal refletir as vezes a cerca do que nos acontece, mas não enlouqueça não e não tente achar razão pra tudo nesse mundo !

Quanto ao tio, bem vindo ao clube ! E nem precisa usar bermudinha com cintinho ou meia branca 3/4 ... é a nossa cara mesmo !

Um bom exemplo disso é quando uso capacete de moto com minha scooter, com capacete as pessoas me tratam por "moço", já sem ele o tratamento é "senhor" ... com o tempo a gente aprende a se divertir com isso ...

Abraço !!

Thomas Cícero disse...

Ela não fez por mal rsrs ate.

Três Egos disse...

Latinha, primeiramente, este negócio de destino é muito complicado, se as coisas não são por coincidência eu não tenho a menor ideia, visto que sou a pessoa mais desligada para perceber indiretas, quanto mais essas "jogadas" da vida (rs). Quanto a ser tio, isso é um bom sinal, eu já me conformei em ser tio, inclusive já tenho dois sobrinhos (rs). E aquela frase de quantas vezes o amor da vida cruza por nós só me deixou mais angustiado. Será que sou tão desligado assim? (rs).

Abraço!

PS: Respondi seu email!

Alan disse...

Latinha do céu, 'Tio' é foda. Ri muito aqui. Esses dias numa conversa com uma 'conhecida' (não somos íntimos) ela me deu 28 anos de idade aí eu sorri e soltei um 'Obrigado, mas eu tenho 23, faço 24 em maio'. Talvez ela tenha se deixado levar pela barba que sustento, porque se me ver sem, pareço que tenho 15. #uó Modéstia parte, última vez que fiz a barba e sai a noite, o segurança da boate me pediu RG. kkkkkkkkkkkkkkk Mudando de assunto, porque nunca fui de me apegar a idades... Sou desses que fica interpretando sinais da vida também. As vezes eles não querem dizer absolutamente nada, mas quase sempre servem para acordar aquela intuição interna nossa e que no final das contas sempre nos leva para onde devemos estar, quando devemos estar. Quanto à frase final, falo nada, já matutei tanto sobre isso no passado que se for da vazão às possibilidades de resposta empaco e não vivo. :P Hugz e até a próxima!

railer disse...

também espero notícias boas em breve...

e para com esse negócio de 'tio'. quanto mais você falar, mais fica parecido com o tio da 'latinha' de refrigerante.. oops...

Postar um comentário