Um sonho



Definitivamente era um dia bonito, ainda que não se lembre  de detalhes daquele lugar... Ele tem quase a certeza de ter visto um belo gramado e o sol refletido em paredes alvas. Ele vinha conversando animadamente, contava algo de sua vida para um grupo animado de amigos, parecia estar feliz... O grupo acomodou-se junto a uma escada provavelmente, nesse momento, a proximidade fez com as pernas deles ficassem mais próximas, assim como seus corpos e, por consequência, suas mãos...

Não se sabe se foi premeditado ou se houve uma iniciativa, mas a proximidade das mãos levou a um toque, e como que em uma reação natural, um dos dois segurou o dedo do outro, o que foi prontamente correspondido, isso tudo sem que um único olhar sequer fosse trocado entre eles...

Apenas os mais atentos foram capazes de perceber que de repente um sorriso passou a iluminar a face de ambos...

...


Acordei com a sensação do toque em minhas mãos... tenho a certeza que eu o olhei em algum momento, mas não consigo me lembrar de seu rosto... Ah! os Sonhos, eles sempre me quebram... Será?!


Bom, acho que não posso dizer que "voltei", tendo em vista que tecnicamente eu nunca de fato "fui", mas acho que precisava de um tempo para mim, nesse tempo eu acabei por escrever um pouco, mas não postei os textos... ficaram no limbo, com sorte recupero-os ao longo dos posts vindouros!


Sim, pretendo voltar a publicar com uma periodicidade decente... No meio tempo, algumas coisas aconteceram, acabaram, se enrolaram.... Dizem que todo mundo que viaja, nunca volta o mesmo, talvez seja esse o meu sentimento hoje.


De qualquer forma para garantir, no final do mês tenho uma viagem marcada, afinal ... certas coisas nunca mudam!

Wilma, I´m Home!!!


Sapatada do dia: