Pessoa com Nostalgia

...Estou hoje vencido, como se soubesse a verdade.
Estou hoje lúcido, como se estivesse para morrer,
e não tivesse mais irmandade com as coisas...
...Estou hoje perplexo, como quem pensou e achou e esqueceu...
...Que sei eu do que serei, eu que não sei o que sou?
Ser o que penso? Mas penso tanta coisa!

E há tantos que pensam ser a mesma coisaque não pode haver tantos!...
...Fiz de mim o que não soubee o que podia fazer de mim não o fiz...
(Tabacaria, FERNANDO PESSOA / Álvaro de Campos, 1928)


E para completar a nostalgia dessa semana, mais uma lembrança... [Galileu]
E 1 ano se passou... e a saudade ainda é grande!

6 comentários:

MΛUЯΙ disse...

Tin,

Imprimi tudo. Li no onibus.
Me lembre de falar contigo sobre.

Abraçao!

Rod Maciel disse...

Se houver um clube da nostalgia, provavelmente sou sócio... sentir saudade é bom, amigo, desde que não fiquemos, por exemplo, presos à lembrança de alguém. Se vc conseguir, me fala, hehehe.
Abração, querido!!! =)

Serginho Tavares disse...

saudade dói mas não passa a gente aprende a lidar com ela mesmo
beijos

Edu disse...

Um ano... deve dar saudade mesmo, mas espero que da boa, da que coloca um sorriso n coração. Bacio!

Luifel disse...

Sir Latowski,

Excesso de Fernando Pessoa me indica algumas coisas, precisamos conversar...huahua

Abção!

sp disse...

Outros dias felizes estão a caminho!

Um abraço... peludo.

Postar um comentário