Peggy Sue seu passado a espera!

Para alguns, o correto seria dizer que em algum lugar do passado eu me perdi. Mas, de fato, em algum lugar do passado, eu, na verdade, me encontrei - e olha que esse "se encontrar" possui diversos significados neste caso [kkk]. De qualquer forma, no meio desse processo eu tive que abrir mão de algumas coisas, muitas delas, bastante importantes.


Assim, no tempo presente, chegou o tempo de quitar as faturas com o passado e por novamente o trem nos trilhos. Ouvir, um "eu te avisei" neste momento, seria mais do que merecido, mas sei lá... no final, eu ainda não sei separar as vitórias, das derrotas. E por falar nelas, engraçado como não somos preparados para lidar com esses momentos "não-bons" da nossa existência, supostamente, deveríamos ser capazes de cair e nos aprumarmos novamente, mas em geral... acabamos nos fechando, nos perdendo e nos machucando mais e mais.


Eu tenho um projeto que abandonei no passado, por n razões, optei por tratar de questões que naquele momento mereciam maior atenção. Para quem nunca havia reprovado, largar um doutorado, quase completo, em uma das melhores e mais conceituadas universidades do país foi um grande passo... se rumo ao abismo eu ainda não sei, mas que foi uma situação que me custou caro, isso foi! Mas que não me arrependo... é bem verdade que me sentenciei a um auto-exílio, talvez por vergonha ou orgulho ferido mesmo.


Mas, eis que vira e mexe... por mais que eu tente escapar... estou novamente em rota de colisão com esse projeto... fico me perguntando quando deixamos de ser perseverantes para nos tornamos cabeça dura, contudo, ao contrário de outras vezes, não vou resistir, e o que tiver que ser, será...

As vezes, nossos maiores medos, são na verdade a nossa salvação! E o importante é não ficar parado.... 


Caminhar é preciso!





"Não importa o que o passado fez de mim. 
Importa o que farei com o que o passado fez de mim"
(DOMINGOS OLIVEIRA)
Inté...

8 comentários:

Edu disse...

Keep walking!

Fred disse...

Hummmmmmmmmm!!
Tem cheirinho de sacanagem no ar??!
"Se encontrar" é mesmo ótimo... tão bom e necessário quanto "se perder" às vezes também, nzé?
Mutchas travessuras pra ti queridôncio!

Renato disse...

O medo paraliza e congela.
Ter esperança é na verdade, a nossa salvação.

Eduardo Paiva disse...

Fala Latinha!

É bem o conceito do texto de Içami Tiba que você me passou certa vez, lembra?
O importante é continuar, aprender e perseverar com os erros.

Grande abraço e obrigado pelas palavras nos blogues!
Eduardo Paiva.

FOXX disse...

ah como eu qria q vc explicasse seus motivos pra lagar o doutorado, até pq estou super nessa vibe...

e sobre não saber lidar com os momentos "não-bons"... bem, é fácil de explicar, os momentos não-bons são excluídos da nossa educação, é por isso q (acho) sou tão criticado no meu blog, por exemplo. as pessoas não gostam de ouvir sobre os momentos não-bons, elas fogem disso, e como fogem disso, como não entram em contato não desenvolvem anti-corpos sabe? fica dificil enfrentar "uma doença" como essa, sem as ferramentas necessárias...

Fred disse...

É Peggy Sue faz tempo que a senhora não envia um relatório de atividades... er....humm... extre-curriculares... hahahahahaha! Hugzão, Latinha!!!!

Anônimo disse...

Acho muito bem que o doutorado volte a fazer parte dos seus planos (até porque faz parte daquilo que vc escolheu como profissão).
Boa sorte... e continue caminhando!

inconstanteblog disse...

"deveríamos ser capazes de cair e nos aprumarmos novamente": será que realmente não somos assim?

Eu, sinceramente, acho que sim. Somos capazes de cair e nos aprumarmos novamente. Fazemos isso várias vezes ao dia. Ou ainda lamentas a primeira queda?

O que alguns acham que deveríamos era sermos capazes do "reerguimento" (existe? agora, ao menos, sim) instantâneo. Como o miojo. Em 3 minutos. Como se o caminho da felicidade estivesse na eliminação da decepção. Será? Não sei. Mas, se me penso assim, tão forte, tão inquebrável, tão inatingível e inalcancável, na verdade me penso menos humano.

Xêro e bons planos e bom futuro ;)

Postar um comentário