All you need is Love (Beatles)

De uma coisa eu tenho certeza... (pelo menos disso, ehehe). A coisa que realmente importa é AMAR alguem, pouco importa se você ama alguem do mesmo sexo que o seu, do sexo oposto, ou de ambos os sexo...

Durante muitos anos, eu me escondi atrás da chamada máscara "Mara Maravilha" (Tô carente mas eu to legal!"), hoje vejo quão tolo em fui... ehehhe, na verdade eu estava tentando me enganar.... me proteger... me convencer que toda a timidez que eu sentia, toda a dúvida, não era nada de mais, porque eu não precisava de ninguem mesmo, doce engano. A vida pode esperar, mas ela não perdoa e sempre apresentará "a fatura".

No meu caso.. "a fatura" veio através de uma história muito legal, que um dia vou compartilhar aqui no blog. Por ora, basta saber que sim... foi uma história bonita e que não, não teve um final feliz (pelo menos não do jeito que eu queria) e como você pode supor... eu ainda estou tentando juntar uns caquinhos para saber o que restou.

Nas a idéia desse post é falar sobre uma coisa que eu sempre acreditei... e a cada dia se torna mais forte dentro de mim.... não importa se você gosta de meninos, gosta de meninas ou gosta de ambos, o importante é você amar alguem e ser amado.

Tudo bem... da teoria a prática é complicado.... eu mesmo to sapateando a muitos anos nisso... e ainda não conseguir ir muito longe, mas não pense que você pode ignorar "seu coração". A vida está baseada em um tripé: trabalho, coração e família... e as très coisas tem que estar bem, para que possamos estar equilibrado.

Durante a maior parte dos meus 32 anos... eu tenho me apoiado em trabalho e família, tudo beleza, show de bola, mas hoje... o coração já começa a reclamar e meu "suposto" equilibrio tá abalado. Como bom virginiano, durante muitos anos meu coração foi obediente a razão, mas agora ele se revoltou... e descobriu que é mais forte que a razão.

Resultado? Algumas lágrimas na calada da noite... uma saudade de não se sabe exatamente de quem... um vazio dificil de ser preenchido...

Acho que por conta do comentário de ontem a noite... hoje acordei mais saudoso... impressionante como essas coisas não respeitam "calendários", passado pouco mais de 1 ano, ainda sinto falta daquele cheiro... de tocar aquela pele... daqueles dois dias.

Apesar de não ser fácil.... quero acreditar que "na próxima curva", "na próxima esquina", haverá alguem estará esperando por mim... hoje, confesso que já não me preocupo tanto se será um menino ou uma menina... me preocupo em nunca mais poder voltar a sentir a magia que eu senti naqueles indescritiveis dois dias.....

Se cuidem... sejam felizes... e que a semana seja "bela" para todos... ;-)

(A bientôt mes amis)

5 comentários:

Jovemaventureiro disse...

Hi,

Obrigado pela visita aminha casa sem paredes , meu vizinho!

Li seu blog , que nos deixa na espectativa de mais infomações de ti, tamos esperando!

Meu cartão de boas vindas para você!
"Que coração carente é esse ai
que a cada olhar procura um sentindo?
Cada gesto, cada movimento uma esperança.
Que olhos são estes , que busca o amor repentino?
Mas só coração, pobre grande orgão, desprovido de visão, que poderá achar o que lhe completa!"

abraços!

Poison disse...

Olá!!!

Caramba... eu simplesmente ADOREI esse "trocadilho" com o Homem de Lata... Perfeito!!! O heróis em busca de um coração!!! Lindo! Adorei mesmo... hehehe!!!

Passando para agradecer e retribuir a sua visita ao meu blog! Espero que volte mais vezes, ok?

Sobre seu post: assino em baixo! Não importa o quanto a gente deseja ser forte e auto-suficiente, chega uma hora em que a vida apresenta a conta das nossas opções, das nossas atitudes e - inclusive - das nossas renúncias. O problema é que o amor a gente não pode procurar... pra dar certo é ele quem precisa nos achar... Tem aquele ditado/provérbio que diz quem em algum momento a gente se encontra com a gente mesmo e que só depende de nós que essa seja a melhor das nossas horas ou o mais amargo dos nossos momentos... hehe!!!



Grande abraço e parabéns pelo blog.

Anônimo disse...

necessario verificar:)

Chico POA disse...

Nossa, foi um ano antes?

Chico POA disse...

A vida é implacável, né? Sabe que eu, assim como tu, ignorei todos os sinais. Não sei se dá pra considerar ignorar mesmo, pois sempre foi muito forte e óbvio. Mas, eu seguia em frente, feito anta, sabe? Reto, sem olhar para os lados, achando que podia evitar pra sempre. Mas, a vida não deixa. Ela me puxou o tapete de uma tal forma, que foi inevitável. Eu sou um fã da vida.

Postar um comentário