New and a bit alarming...

#tempoQuasePresente

Comigo, as coisas comigo sempre aconteceram meio que "por acaso"... foi sempre assim... talvez por isso tenha passado boa tarde pensando nessa "nova" possibilidade, com o "ex-Ele" também foi mais ou menos assim, quase do mesmo jeito que agora para ser sincero... uma conversa "despretensiosa" que se alonga, alonga e alonga...

Tinhamos trocado contato algum tempo atrás... diante da falta de notícias assumi que não houve interesse, mas eis que ele ressurgiu do nada... pediu desculpas pela demora, justificou-se e perguntou se eu ainda me lembrava dele... Não sei ainda qual a razão, mas eu lembrava, não era uma lembrança exatamente empolgada, mas eu lembrava.... O papo fluiria nas mensagens seguintes, tanto que não demorou para que naturalmente começássemos a nos falar pelo telefone noite a dentro. 

Foi assim nas noites seguintes e nos dias que vieram também...

Tenho que confessar que adoro a voz dele... desde a primeira vez que ouvi, diz ele que gostou da minha voz... Duvido! kkkk 

É fácil falar com ele, apesar de dois desconhecidos, era como se soubéssemos "dançar" os mesmos passos... Eu sou meio estranho, eu confesso! Como um bom espécime da minha geração, criado em cativeiro, eu não tenho lá muitas habilidades sociais "em campo", mas me saio bem nos meios eletrônicos e virtuais, é minha praia! Sou desconfiado por natureza, então... as coisas tem um tempo e um ritmo próprio comigo... se a outra parte chegar "chegando", há uma grande chance de eu me retrair e "bater em retirada", por outro lado, são grandes a chances de perder o "timing" da coisa.

Mas, com ele a "dancinha" tem funcionado, parece que estamos no mesmo tempo... sem pressa, sem precipitação, apenas deixando a conversa fluir. Apesar da curiosidade natural, tivemos paciência para que as respostas às perguntas indiscretas fossem surgindo e, de certa forma, as insinuações beiraram a inocência... Cada um ao seu modo foi testando o outro... um jogo de mostra e esconde que a tempos eu não fazia...

Assim, sinto como se a vida estivesse me cobrando a coerência do meu discurso, após um longo e tenebroso inverno, Ele parece ser a primeira pessoa por quem de fato me interesso após o "ex-Ele" (sim Brasil, temos um ex agora - preciso falar sobre isso ainda)...  e isso me levou a pensar e a repensar algumas coisas. 

Se tudo saiu como planejado, eu ganharei um abraço "diferente" ao voltar de viagem hoje... inclusive, finalizo esse texto enquanto termino de preparar a mochila para a viagem de volta...

Muito significativo "viajar" para esse encontro...

É, no fim, tudo passa!


"... We´ll wait and see
A few days more
There may be something there
That wasn´t there before..."

(Beauty and the Beast - Something there)

2 comentários:

zoionarola disse...

Coisas da vida, coisas do acaso, coisas que podem acontecer com qualquer um.

CÉU disse...

Olá, Latinha!

Agradeço tua visitinha silenciosa pelo meu blog.

Ainda bem k a "dança" dá dando certinha, mas você não fuja de cena, senhor engenheiro!

Beijos e boa viagem.

Postar um comentário