Eu sou maior...

Quando o Latinha nasceu, eu andava em um momento "estranho" da minha vida... apesar de na época já ser um mocinho feito, eu ainda não tinha sido tocado por uma série de sentimentos, tais como: amor, desejo, atração. Naquele tempo, após ter experimentados alguns deles pela primeira vez, sentia uma dor que até então desconhecia... sentia a falta do que nem conhecia.

Foi então que apareceu o Latinha, como eu não tinha culhões para assinar um blogue com minha própria carinha de menino criado pela avó, ele me pareceu o melhor Avatar para aquela missão de tentar expor o que se passava, eu precisava falar e ele me representava, que conste dos autos que levei bons dias até chegar a conclusão de que Persona assumiria, até que cruzei com a figura do Homem de Lata... e nos encontramos!

Os anos se passaram, mas os sentimentos ainda estão lá...

O "jovem senhor" que eu sou hoje, vez por outra se reencontra com aquele "jovem sonhador" de outrora e juntos chegamos a conclusão de que ainda há muito a ser absorvido e entendido... Ainda há dias que nós nos perdemos, ficamos perdidos sem nem ao menos conseguir distinguir se o que estamos sentindo é dor ou é algo bom... E lá ficamos perdidos em pensamentos!

Se durante um tempo o Jovem Senhor ainda se parecia muito com o Jovem Sonhador, pelo menos nos últimos anos eles se distanciaram... e ainda que partilhemos dúvidas, inseguranças e alguns medos, hoje posso dizer que eu sou maior...


MAIOR - Dani Black feat. Milton Nascimento


"Eu sou maior do que era antes

Estou melhor do que era ontem
Eu sou filho do mistério e do silêncio
Somente o tempo vai me revelar quem sou..."

Até ;)

8 comentários:

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Há que se resolver tudo que está pendente na vida ...

No Limite do Oceano disse...

Latinha ainda bem que te sentes maior, é sinal que estás a crescer, e evoluir como ser humano. Passamos todos por diversas fases, umas boas, outras nem por isso e é de louvar sentires esse crescimento!

Margot disse...

Apesar de nos últimos anos(1,5/2..) termos nos falado menos, eu percebi a "maioridade" do Latinha. Fiquei feliz por você! Mas tenho também certeza, de que o Latinha pode se afastar, mas nunca desaparecerá de dentro desse jovem-senhor.
Abraço

Sam Peregrine disse...

O incrível de escrever um blog como o nosso é que nos tornamos mais conscientes dessas mudanças, elas estão ali registradas para que qualquer um possa ver.

Fico feliz com as mudanças, pois elas mostram que não estamos estagnados. Por isso fico feliz por você!

Abraço, Latinha. Precisamos conversar mais!

Ro Fers disse...

Post profundo e bem colocado!

São consequências do tempo, que não pára!

romanofeed disse...

Que sensível, se o post fosse um pouco mais comprido te juro que teria brotado um nó na minha garganta!!!
Abraço!

Corvo na Tempestade disse...

Muito obrigado pelo post, Mr. Latinha. Acompanho o blog já faz um tempo mas só agora consegui juntar coragem para comentar.

Estou passando por um momento bastante parecido com o seu.

Há alguns anos atrás tudo era muito intenso. Me apaixonei, me decepcionei e demorei alguns anos para me recuperar de td a bagunça que minha vida tinha ficado. Mas hoje vejo que era algo necessário. Aprendi muito (mesmo que pela dor) e consigo aceitar melhor os rumos que a vida toma. Mesmo assim ... Sempre vivo um dilema e sou obrigado a me reinventar, repensar o que quero dá vida e os caminhos que quero seguir (mesmo que alguns desejos sempre sejam os mesmos).

O tempo nos ensina e não para ... E assim vamos seguindo ...

Até uma próxima

Leo Natura disse...

Isso me fez lembrar dos nomes diferentes que eu também já usei no mundo virtual.
Quando comecei minhas andanças pela Internet, lá em 2005, eu me identificava como ´Carioca`. Foi o nome que me ocorreu na hora, já que eu sou do Rio e não sabia exatamente como assinar os comentários que eu fazia nos blogs.
Poucos anos depois, mudei pra ´Leo Carioca`,já que o meu nome de verdade é Leonardo.
E finalmente... Na verdade, QUASE finalmente, mudei pra Leo Natura, por voltar a viver em conexão direta com a Natureza.
Ah, sim. E eu escrevi QUASE finalmente porque o pessoal dos blogs voltados pra Cinema me conhece mais como Leo da Bússola do Terror (nome do meu blog de Cinema, que é mais focado em produções de terror).

Postar um comentário