Sense

Tudo começou com esse vídeo, que muitos já devem ter visto...


(Sense 8 | What´s up | 4 non Blondes)


Tenho lido várias notícias sobre a série Sense8 (Netflix), que tem feito bastante sucesso tanto pela diversidade representada em seu elenco, como pela própria proposta da série, em que um grupo de pessoas desconhecidas, geograficamente dispersas, de alguma forma estão conectados.  

Horas depois, já me preparando para dormir e cantarolando a bendita da música que grudou que nem chiclete, me peguei pensando que se olhasse com cuidado talvez esse enredo não fosse exatamente tão "inédito" ou inovador para mim.

Minha vida é uma sucessão de chegadas e partidas, sendo que algumas vezes mais de partidas do que de chegadas, mas enfim, a verdade é que nessa vida de "Cigano Igor", acabei criando laços com muitos amigos de longe, alguns de fato eu [ainda] não conheci fisicamente, entretanto, alguns deles estão mais presentes na minha vida do que muitas pessoas que caminham comigo no dia-a-dia. 

Claro que isso tudo sem desconsiderar os encantamentos... ;-)

Uma certa ocasião, conversando sobre os causos da vida com uma amiga psicóloga, ela "diagnosticou" que eu tinha a habilidade de criar "vínculos", mesmo meio digital que é considerado frio por muito. Talvez isso explique porque muitas vezes, ainda que fisicamente distantes, eu tenha partilhado das angústias e aflições de pessoas queridas, da mesma forma em que mãos "virtuais" me foram esticadas em momentos difíceis...

Pena que no meu caso nunca tocou "What's going on"...

Eu já estava indo dormir mas resolvi "registrar" esse pensamento solto... 

Depois eu vejo se posto ou não...


E então eu acordo de manhã e saio
E respiro profundamente
E eu fico realmente bem
E eu grito do máximo dos meus pulmões
"O que está acontecendo? "

11 comentários:

Goodblog Badblog disse...

Pensamento engraçado e muito ...... real!

Mark disse...

Adoro a "What's Up".

Eu acho que o que verdadeiramente releva é a vontade da outra pessoa em nos ajudar, independentemente de estar fisicamente presente ou apenas por alguma plataforma virtual.

abraço, amigo.

I love being fag disse...

Também vou começar a ver a série, falam tão bem dela. :)

Abraço!

Jose Soares disse...

Taí uma questão que me deixa intrigado: vínculos virtuais!
Obrigado por me dar um assunto delicado para pensar!

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Que coinciedência ... tb postei isto hoje ... somos "Senses" ... rs

Luiz Carlos Lucas disse...

Tenho dúvida se dá pra criar vínculos no âmbito do virtual... ao menos à maneira como eu penso o conceito de vínculo. Talvez possa acontecer o “start”, mas que, inevitavelmente, não se mantém sem o “aparato” da vida real. Já conversamos a respeito... rs

No Limite do Oceano disse...

Latinha já sabes o quanto gostei da série, demorou para "entrar" nela mas depois foi uma delicia. Tudo o que tenha a ver com relações humanos eu gosto, talvez porque sou péssimo nelas.

Cadu Babylon Mix disse...

Nada mais comum em uma era digital como a nossa que criar vinculos pela internet, até porque meu melhor amigo conheci por ela e a distancia nunca atrapalhou em nada.
Agora Sense8 é puro amor, lembro de ter visto o trailer assim que saiu e fiquei louco pra ver, quando vi What's Up do 4 Non Blondes na serie em uma cena perfeita como a que foi introduzida a musica, virei o 9° personagem cantando junto kkkkkkkkkkkkk.

Cadu Babylon Mix disse...

PS: Confesso que uma musica que marcou bastante na serie, que eu ainda não havia ouvido foi Demons, do Fatboy Slim com a Marcy Gray, Já virou toque do meu celular kkkkkkkkk

Fabrício disse...

Acho que o mundo é bem menor do que imaginamos, é capaz e bem provável, de ja termos passado lado a lado em vários locais na vida real e nunca conversamos, e acabamos nos conhecendo pelo blog.

Seria coincidências da vida? talvez, mas isso deve acontecer com muitas pessoas; seguindo aquela teoria dos seis graus de separação, nem somos tão distantes assim uns dos outros e as redes sociais provaram bem isso, acredito que da pra termos excelentes relações virtualmente, fazer grandes amizades, ou até romances, deve ser uma tendência sem volta daqui pro futuro, mas o contato real é tão bom e super necessário.

Sense8 estou assistindo e acabarei essa semana, to curtindo. um abraço e boa semana.

Sam Peregrine disse...

Vínculos são coisas que eu desaprendi a criar, mesmo com pessoas que convivo diariamente. Acho que foi uma autodefesa que criei...
Agora estou reaprendendo a fortalecer novamente esses laços, mas não quero perder a capacidade de me "desvincular" quando eu quero, pois essa habilidade é útil.
Talvez você possa me ajudar :)

Postar um comentário