Além do arco-íris

Dizem que no fim do arco-íris há um pote de ouro.

Acredito que todo mundo gostaria de ter um pote de ouro ou, quem sabe, muitas pessoas pensem que seja bom ter um pote de ouro, de qualquer forma, muitos de nós em algum momento desejamos muito encontrar esse tão falado potinho. E isso nos faz sair mundo a fora, buscando formas de chegar ao fim desse tão famoso arco-iris. Há dias que me pego pensando que o mais importante não seja achar o bendito pote de ouro, mas se assim fosse, então porque diabos todos ainda estamos enlouquecidos perseguindo-o pela vida?! 

Também já imaginei que a "pegadinha" não seja o pote de ouro exatamente, mas sim o caminho até chegar ao pote, e nessas horas me sinto como um greyhound, aqueles cachorros americanos que correm atrás de um coelhinho que nunca vão alcançar. Enfim, já vi pessoas que acharam o tal potinho e aparentemente são muito felizes com ele, também encontrei pessoas, que ao invés de ouro, encontraram um pote com alguma outra pedra, igualmente preciosa e ficaram felizes também... Tem até gente que ficou feliz só com o pote! Vai entender... 

Só sei que, tem dias que eu não sei a razão de estar correndo, para onde estou correndo e se devo continuar a correr... E se eu apenas parasse, em algum lugar e observasse, permitisse o tempo ser tempo e atento acompanhasse a vida, que sem minha permissão iria continuar seguindo... Daria resultado? Chegaria ao fim do arco iris de qualquer jeito?! Acho que não, devo reconhecer que minhas teorias nunca funcionam muito bem! [ehehe]


De qualquer forma, o jeito é caminhar... às vezes correndo, às vezes meio desanimado, outras vezes apenas chutando displicentemente uma pedrinha adiante, como quem empurra a vida... Mas tenho procurado ver a beleza das coisas e dos momentos, talvez seja esse o segredo, quem sabe se eu for coletando algumas pedrinhas pelo caminho, ao chegar lá no tal fim do arco-iris eu não descubra que elas eram de fato preciosas, não é?! 



Enfim, se você chegou até a esse ponto dessa postagem meio maluca e não entendeu bulhufas, tudo bem, acho que nem eu entendi direito :P, mas foi "um pensamento solto" que me passou pela cabeça e achei que devia registrar. 

Essa semana eu fiz uma viagem de carro, sai bem cedo (leia-se madrugada) e assim tive a chance de acompanhar o nascer do Sol... sempre belo! E a saga do horário de verão continua, apesar de gostar do danado, ainda continuo penando, se nessa semana consegui fazer café todos os dias direitinho, teve um dia que fiz a façanha de acordar, começar a me arrumar e, de repente, me dou conta que eu coloquei os sapatos antes da calça! Tá puxado... :P


E no meio de toda a maluquice do dia, ainda tive que tirar a poeira do meu francês, em um desses encontros meio estranhos da vida, em um papo informal, um conhecido de um amigo soltou uma expressão em francês, e eu respondi, surpreso, ele soltou um: "Parlez-vous français?!". Expliquei que estudei francês durante um tempo, por conta de um projeto, mas que por não poder praticar já tinha perdido muito do vocabulário, mas que se fosse preciso ainda conseguiu me "virar", pedir ajuda, orientações e que poderia cantar em algum cabaret! (Não sei porque na escola de inglês sempre ensinam aquelas musiconas!) kkk

Segundo ele, chegado a pouco tempo da França, meu francês é muito bom e nem parece que eu estou a tanto tempo se estudar, cof cof cof... Segundo ele, realmente é complicado se não praticar, a conversa seguiu e logo eu tive que voltar ao que estava fazendo, na despedida ele disse que tinha sido uma boa surpresa me encontrar e que agora poderíamos manter contato e aproveitar para desenferrujar a língua....

Oi?!

Então tá, né?! No meio tempo, o jeito é ir remando... ;-)


(J´ai cru entendre - Do filme: Les Chanson d´Amourtradução)

Um navio no porto é seguro, mas não é para isso que os navios foram feitos.
(William Shedd)

9 comentários:

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Se tudo isto é maluquice eu quero ficara ensandecido ... #fato ... Eu busquei a vida toda o meu pote de ouro ... encontrei um de lata ... estou feliz com ele ...

Beijos

Marcos Campos disse...

É, talvez seja o caminho mesmo, e percorrer esse caminho as vezes nem é tão fácil assim, as vezes a gente desanima mesmo, mas tentar ver as belezas é legal, e de fato elas estão ai, tem dias sim que a gente não vai vê-las mesmo, mas esse dia passa, e o barato é talvez, acreditar que cada dia passado, a gente está mais perto do pote, que é uma das coisas belas que pode se ver, ou não, no caminho, não necessariamente no fim dele !

Abraço !

Luiz Carlos Lucas disse...

O pote é apenas um ponto. De fato, o que vale é ter o caminho. E que nunca é tão direto assim... cheio de atalhos, bifurcações, desvios, retornos. Quando se chega ao ponto, se os olhos ainda estão vivos, certamente enxergarão outro ponto mais distante.

Mark disse...

Eu acho que o segredo é correr sempre atrás do dito "potinho", mesmo sabendo ou desconfiando que não há nenhum pote. Mas a força e a determinação nessa busca faz com que avancemos. É um objectivo. E ainda que não encontremos o pote, encontraremos outras coisas. :)

Muito linda essa foto da alvorada!

um abraço grande!

Sam Peregrine disse...

Se um dia iremos encontrar o pote e ele será do nosso agrado não sei, mas gosto de curtir a paisagem no caminho. Não precisa ser um caminho tão penoso.

PS.: obrigado pelas belas palavras lá no meu blog. É a segunda vez que você fala de conversarmos, mas não consigo achar nem seu e-mail aqui rsrs. Quem sabe queira vc me contactar. Seria um prazer papear contigo.

Madi Muller disse...

Desenferrujar a lingua? Hum...esse francês tava dizendo "voulez vous coucher avec moi" e tu te fazendo de sonso,né?

Três Egos disse...

Oi! Sim, eu voltei! Não me crucifique pelo sumiço! Rs

Eu bem entendi seu post, acho que tem tudo a ver com o #100happydays, de verdade! Me identifiquei!

E estou vendo que este francês bem vai render... Rs

Abraço!

Antonio de Castro disse...

há tempos descobri que o melhor é não pensar. atividade superestimada essa.

melhor mesmo é ver o pôr-do-sol.

Fred disse...

Claro que no final do arco-íris tem um pote de ouro! Fui eu quem colocou lá... hahahaha! E tipo assim ó: quando ninguém entende bulhufas é pq a coisa tá boa! #sóacho! PS: tirou o pó do teu francês... ca-la-ro que eu maliciei! #desses! Hugoznes!

Postar um comentário