Lei do Retorno (e Contorno) :P

Isso era para ter sido um comentário, mas eu acho que vai acabar virando um post... 

Lendo o blogue Refugiados do Facebook, eu me deparei com umas observações que faziam todo o sentido para mim, talvez até porque eu tenha uma ideia de onde elas surgiram [kkk]. Enfim, de qualquer forma, acho que lá vai o meu mea culpa...

Pois é, antigamente eu ouvia as conversas sobre "a tal lei do retorno", mas sempre me parecia algo tão distante, tão longe, que você precisava acreditar em reencarnação para poder "pagar os débitos". Atualmente não, o castigo vem à cavalo - como dizemos por essas bandas. Aqui se faz, aqui se paga, e aceita-se todos os cartões, boleto, moedas e o que tiver.

Tal qual aquele espertalhão que, naqueles dias de congestionamento na estrada, pega o acostamento e sai "bonito", passando por todo mundo, muito cedo eu fiz algumas escolhas e deliberadamente ignorarei alguns alertas que foram surgindo no caminho, seguindo em frente com força total. Não que me orgulhe disso, mas devo admitir que fui muito bem sucedido no meu propósito inicial, as coisas correram como o planejado por um bom tempo... Mas, a vida, essa fanfarrona, manja dos "paranauê" e eis que um dia, eu nem sei como direito, acabaria por me render diante daquilo que até então tinha fugido!

Acho que até que fui espertinho, ao invés de me debater e lutar contra à mare, aceitei a "derrota" sem maiores resistências.. Mas tem sido um processo relativamente longo, dizer que me arrependo me parece um tanto quanto forte e dramático, até para mim! Eu fiz o que podia naquela época... podia ter sido mais esperto, mas... não dá para ganhar todas!

Diferente do post do Lucas, eu acho que não tenho ainda um "único consolo", talvez o que me assuste mais seja a sensação de não ter nada, esse o preço que eu esteja pagando - com juros diga-se de passagem. Espero não ter sido como a formiga, na fábula da Formiga e da Cigarra, no fundo, ainda tenho esperança de que não seja tarde e, por fim, possa descobrir que no fundo era só o meu tempo...

Enquanto isso, na sala de justiça... hora de fechar o boteco...

Levantar cedo para vir trabalhar sábado de manhã não é exatamente o que eu chamaria de motivador, mas bem lá no fundo, no fundo mesmo, eu até que gosto... Não tem ninguém por aqui, o silêncio impera e posso falar sozinho à vontade [hehehe]. Só preciso me libertar dessa mania de chegar cedo no trabalho, como dá para ver pela foto, estava um tanto "vazio" o corredor que leva até minha sala.

Mas, veja que, havia uma luz no fim do túnel, ou do corredor, enfim...

De qualquer forma, hoje está um dia bem simpático, apesar dos 20 graus há um céu azul bacanudo e um solzinho maroto para a gente lagartear no sol, acho que vou fazer um mate quando chegar em casa! (tchê)

Hora de sincronizar os dados para ir para casa. E que comece o final de semana!


"... os problemas só existem enquanto nós não somos capazes de os enfrentar..."
(Ouvi essa frase ontem, por alguma razão ela ficou martelando na minha cabeça...)

15 comentários:

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

esta reflexão é perfeita ... anotada e guardada ...

""... os problemas só existem enquanto nós não somos capazes de os enfrentar...""

Mônica C. disse...

Os problemas existem (e se reproduzem feito coelhos) enquanto os varremos pra debaixo do tapete. Nem enfrento, nem jogo fora: eis minha sina.

Luiz Carlos Lucas disse...

Até entendo quando você diz que tem nada (embora eu ache exagerado, as usual, rs). Mas, tem uma coisa que você (ainda) tem: tempo! Logo: borá colocar em prática os seus planos de dominação mundial! (rs) E, pufavô, procurando as “coisas simples” da vida!

Douglas S.M disse...

Parece filme de terror esse corredor. Tá amarrado..kkk

Gera Souza disse...

A vida e seus ensinamentos! Muitas vezes ficamos remoendo coisas do passado... pensando nos passos em falso que demos... muitas vezes não há o que fazer!! Siga em frente e bora trabalhar!

Thomas Cícero disse...

É enfrentar seria ato de bravura ou coragem ?

Marcos Campos disse...

A ultima frase é bem legal !!
Mas quanto a acreditar na lei do retorno, fico fora dessa, acho que as coisas acontecem por que tem que acontecer, e prnto ! Um tempo atrás, eu já até acreditei, mas depois com o tempo aprendi, que as vezes, acreditar nisso é agir esperando algo, que talvez nunca aconteça. Então hoje, faço as coisas de acordo com minha consciencia, para não me arrepender e nem esperar nada em troca.
Abraço e boa semana !

railer disse...

não desanime. aprendi isso contigo.

lei do retorno... acredito nisso... lembra dessa postagemaqui?

Madi Muller disse...

Sempre há uma luz no fim do túnel, e tb acredito na Lei do Eterno Retorno (Nietszche)
Bjs,querido!

Antonio de Castro disse...

assumir que perdeu é bem difícil, né?
mais difícil é juntar força pra lutar sem saber se vai conseguir.

tava com saudade de passar por aqui e ler o blogueiro mais misterioso.
espero que eu não tenha perdido muito durante esse intervalo.

Fred disse...

Eu que sou Cigarra (tu sabes... não adianta eu negar... haha) fico até "meio-assim" em dizer alguma coisa... hahaha! Mas a luz no fim (ou começo) do túnel serve pra todos, nzé? Hugzão!!!

Cristiano disse...

Que você pague logo o que esta devendo...

E que vantagem foi essa?

Sérgio disse...

Nem sempre a vida acontece como planeamos. há dez anos atrás tb achava que a minha vida hoje seria diferente, e podia ter sido se eu não fizesses determinadas escolhas. não sou completamente feliz (e longe disso), mas será que seria mais de outra forma?

Israel Freitas Silva disse...

Sempre há uma luz no fim do túnel amigo. Podemos às vezes pensar que nada vai mudar e que não termos saída. De repente tudo muda e vemos que o que passamos foi uma fase e que a luz chegou. Quanto a lei do retorno, eu acredito que exista sim. Já vi muitas coisas acontecerem com pessoas que um dia fizeram ou falaram mau de outras pessoas. Não precisamos fazer nada para que isso aconteça. A própria vida se encarrega de trazer o retorno inevitável. Abraços amigo!!!

Fred disse...

Bom findeeeeeeeee, Latinha!!!

Postar um comentário