Estranho mundo Estranho

Tem alguns dias que ando tentando escrever, e nada! Não que não tenha nada a dizer, talvez até o contrário, mas a verdade é que ando em um tempo meio de conflitos... nada muito sério, ou na verdade, algumas coisas sérias, outras nem tanto, mas a verdade é que está tudo meio bagunçado nos últimos tempos.

Agosto chegou e me atropelou, como um tsunami, não deixou nada no lugar, e mal sabia eu que aquelas "andanças" do início do mês, teriam um impacto tão significativo na minha vida. A sensação que tenho é tal qual alguém batesse embaixo de um tabuleiro de damas, pois é, a vida se encarregou de dar um pontapé embaixo do meu tabuleiro, e tudo o que aparentemente estava no lugar se esparramou por aqui.

Pode parecer que eu estou reclamando, ou me lamentando, não?! Pois é, exatamente o contrário, devo dizer que a tempos não me sentia tão vivo e animado. Contudo, não me lembro mais como tinha arrumado as peças da primeira vez e, descobrir um novo arranjo para o tabuleiro da minha vida, tem sido meu foco nesse último mês. Vem dai alguns desses conflitos que mencionei anteriormente, nada parece estar se encaixando, pelo menos não, no tabuleiro atual.

No meio desse torvelino de emoções, vou tendo que lidar com diversas coisas, algumas boas outras não tão boas assim... e assim, eu poderia citar pelo menos dois outros lugares onde gostaria de estar nesse momento, mas nenhum é aqui. Ainda que esteja fisicamente aqui, a cabeça e o coração tem andado por outros lugares... e devo confessar que eu também gostaria de estar em outro lugar.

De qualquer forma, como diz a música: "O acaso vai me proteger enquanto eu andar distraído", e assim... vamos nós. 

"Segura no leitão!"


"E afinal o que quero é fé, é calma
E não quero ter estas sensações confusas"
(Álvaro de Campos)

15 comentários:

Gera Souza disse...

Agosto foi um mês estranho para muitos...acho que o melhor a fazer você já fez...começou a escrever! Força, continue, vá em frente! Sinta-se abraçado...

Douglas Marques disse...

Latinha, na duvida, arrume um tabuleiro de xadrez... rs.
Tudo passa. Até UVA passa.

Bruno Garcia disse...

Uma "bagunça" de forma intencional ou não pode trazer coisas boas sim...estou precisando de uma...rs....
Mas, um novo arranjo se forma e novas peças se encaixam =)
Super abraço!

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Querido, qdo a vida nos dá este ponta pé em nosso tabuleiro de xadrez, temos mais é q agradecer e aproveitar para nos reposicionar frente a ela ... Super feliz por vc ... Agora é cabeça no lugar e aproveitar em plenitude todas as possibilidades q se apresentam ... uma coisa q a vida não nos perdoa e qdo deixamos escapar tais possibilidades ...

Adorei o "SEGURA O LEITÃO!"... OMG! adotei ... kkkk

Serginho Tavares disse...

eu já passei por isso, acho que todos temos fases estranhas mas é justamente nesse momento que temos que aprender a reavaliar as coisas e sairmos de nossa zona de conforto.
e eu tô de volta tinindo
beijos

Margot disse...

Entendi quase tudo, fora o "segura no leitão"...que diabos é isso Latinha?????

E já pedi... pare de andar distraído!!! rsrrsrs

Beijos meu lindo

Fred disse...

Dá uma tapa na macaca - ou na pantera - que tudo melhora... hehe! E sim: segura no leitão... mas não fique achando que focinho de porco é tomada, TZÁ? Hahahaha! Hugzones!

FOXX disse...

bem, se tivesse reclamando que mal tem? vc tb tem esse direito, mas que bom que vc está se recuperando do tsunami.

Mabe disse...

Vambora?????????
Paris, Pasárgada, Praga ou Petra? Sobra também a ilha da Páscoa.....
Vam????

Dil Santos disse...

Oi Latinha, tudo bem?
Menino, andei me sentindo assim tbm nos últimos tempos, aparentemente parece que tudo mudou, rs.
Posso te pedir um favor? Estou concorrendo ao prêmio TopBlog 2013, se puder vota em mim. Passa no meu blog que lá tem as instruções. Aproveitando o embalo, peça uns votos tbm por favor, rsrsrs.

Vinícius disse...

Ah, estes momentos de bloqueio! Eu sempre acho que é mais fácil contar com palavras digitadas no blog quando se está triste. Não sei, é algo que sinto. Ultimamente, está difícil ficar triste! Felicidade é algo que tem que existir, seja quando for. É algo complexo isso, mas ela que move. Tomara que o bloqueio aí também seja por isso, meu amigo! Espero que esteja tudo bem! Abração!

Fred disse...

"porque é branquinho e bom de chupar"?!?!? hahahahahahahaha! comentário do ano!!! tá safadjêêênho hein, tinman?!?!

Luma Rosa disse...

Oi, Latinha!!
A desordem sempre vem para nos tirar da acomodação e nos fazer repensar. Boa sorte!!
*Estou esperando esse mês de Setembro passar para mim - Tá brabo!!
:D
Beijus,

Alex M. disse...

Sentir firmeza!!!
Vou começar com uma frase que acho muito mal apropriada pelos capitalistas fanáticos, mas é de uma verdade filosófica tremenda: toda crise é uma oportunidade de crescermos. Costumo parafraseá-la com outra: não queria isso, mas já que paguei o ingresso, vou assistir ao show até o final!
As crises, as dificuldades, se pudesse -- se pudéssemos, creio -- seriam sempre evitadas. Sendo inevitáveis, resta-nos escolher o que fazer com elas, né!
E acredite, por mais que sejam grandes nossas dificuldades, elas nada representam no horizonte de uma vida!
Eu tenho aprendido só muito recentemente, na prática, que as dificuldades são mesmo a oportunidade de mudanças, de caminharmos e ficarmos um pouco mais felizes.
Tudo vale a pena... quando a alma não é pequena, né! Graaaande verdade.
Abração

Dil Santos disse...

Oi Latinha, que bom que gostou menino. E obrigado por ter votado, rs
Bom eu tava sumido mesmo, mas estou de volta, rs
Bjo

Postar um comentário