The Believer

Acreditar em algo não é algo simples, carregar em si uma certeza que ninguém mais consegue visualizar, ou que na grande maioria das vezes nem nós mesmos somos capazes de explicar e por vezes julgamos que, apesar de nossa crença, aquilo é algo tão distante ou inviável, requer um enorme esforço, e por assim dizer... muita crença!

Mas não deveríamos desfazer de nossos instintos, de nossos desejos e das coisas que acreditamos, se aquela certeza existe em seu peito, por alguma razão ela está ali... é bem verdade que quase sempre iremos enfiar os pés pelas mãos, criar regras, se perder nelas, outras vezes, as coisas não sairão exatamente do jeito que pensamos – ainda bem né?!

Mas isso também deve ser o que se chamam de viver! As vezes me assusto ao perceber que “apesar de tudo”, eu apenas sobrevivi durante muitos anos da minha vida... não que isso me chateie, foram graças a esses anos que talvez hoje eu possa ser capaz de reconhecer algumas coisas ao olhar, ao senti-las. Também não digo com isso que foi fácil, nem que é um caminho a ser seguindo, de forma alguma... provavelmente foi o caminho mais pesado ou penoso, mas foi o melhor que eu pude, ou achei que podia, fazer naqueles momentos.

Uma vez eu vi em um centro espirita, uma plaquinha simples, impressa em papel A4 onde se podia ler: “Tudo Passa!”... Intrigante aquela plaquinha, entre tantas mensagens tão maravilhosas, aquela me marcou. Tempos depois eu viria a entender que passa mesmo! Basta acreditar, ter uma pitada em fé em alguma coisa, e seguir em frente... mesmo quando temos vontade de parar, de voltar ou sequer sabemos para onde estamos indo...

Minha única reclamação se posso chamar assim, é que os momentos bons sempre parecem passar mais rápido que os “não-bons”, mas talvez seja justamente por isso que eles sejam bons, não é?! [hehehe]

E se tudo passa, é sinal que algo novo começa, ou recomeça, e por isso não podemos esquecer-nos de estar prontos e atentos a esse delicioso convite que é a vida...  e sem que a gente perceba a gente se encontra!


E cá estou de volta... Latinha Reloaded!!!

Este deveria ser um PPA (Puta Post Acumulado), mas acho que terei que ir contando aos poucos, vale registrar que a viagem à Brasília foi super show e o regresso me reservava mais uma grata surpresa, mas nem só de momentos bons vive um Latinha e algumas questões surgiram para disputar a atenção, mas como eu disse, tudo passa!

E assim... vamos indo... e a gente vai se falando! ;-)

18 comentários:

Douglas Marques disse...

Tudo passa. Até uva passa !

Welcome back.

Bruno Garcia disse...

Acreditar, ter a certeza em algo que tanto queremos é porque não é em vão, se existe esta ponta de esperança ou até mesmo certeza de que vai dar certo devemos lutar para que tal aconteça e, ocorrendo o contrário, se torna uma lição, um aprendizado e somente o tempo cura tudo... é frase batida? É sim, mas é a pura verdade; Nada como o tempo para remediar tudo.
Tive um período muito difícil em minha vida e quando me falaram isso eu pensei em esganar a pessoa...rsrsrs...hoje sei que é completamente verdadeiro! E assim vamos vivendo....
Adoro esta música;
Grande abraço Latinha :)

Eduardo de Souza Caxa ש disse...

Ler seu texto logo depois do texto do grisalho lá "combinou" bastante...

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

As vezes me assusto ao perceber que “apesar de tudo”, eu apenas sobrevivi durante muitos anos da minha vida... não que isso me chateie, foram graças a esses anos que talvez hoje eu possa ser capaz de reconhecer algumas coisas ao olhar, ao senti-las.

Leio isto e faço um retrospecto de minha vida ... fui, mais ou menos, assim até meus 42 anos ... aí a vida me dá um tapa na cara e eu acordo ... já são 20 anos de vida plena e abundante ... arrependo do tempo perdido? SIM! Mas o q importa é que nestes 20 anos eu vivi por todos os meus 62 e quero mais, muito mais ...

"os momentos bons sempre parecem passar mais rápido que os “não-bons”, mas talvez seja justamente por isso que eles sejam bons." VERO!

beijão

FOXX disse...

seja bem vindo de volta...
eu ainda não sei se vou conseguir sobreviver...

Adriano Só disse...

Ou muito me engano, ou começo a entender seus textos “enevoados”. (rs) Eu penso que, se você não prestar atenção nos momentos “não-bons”, eles passarão rapidinho também. Não é assim, “tudo passa”? (rs)

Ultimamente eu acho que aprendi uma lição. Esse verso de uma música dos Titãs diz tudo... “o acaso vai me proteger, enquanto eu andar distraído...”. Parece que tá funcionando comigo!

Abração

Cocada.g disse...

Acho que se você precisasse de um motivo sólido para acreditar em qualquer coisa, isso não seria "acreditar" e sim apenas agir pela lógica racional. A beleza de se ter fé ou crer em algo esta justamente na incapacidade de racionalizar isso, de dizer o porquê.
Eu também compartilho essa ideia de que até hoje eu tenho apenas sobrevivido. Mas o que me mantem vivo são meus sonhos, crenças, esperança de que momentos bons virão na minha vida, futuramente.
Bom retorno, abraços!

Fred disse...

Tudo passa! #FATO! Eu mesmo... passo roupa e rodo como ninguém... hehehe! Mas vai logo contando o resto desse PPA... hahahaha! Hugzones!

Marcos Campos disse...

Tudo nessa vida passa! Digo isso muito, pra mim mesmo e para os outros. E digo também que "a cada dia que passa o problema se torna menor", nem sei se isso é verdade, mas ai, entra e história da fé, não e mesmo ? Rs !
Abraço !

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Acredite querido a vida é assim mesmo ... ela nos dá as oportunidades em momentos inesperados ... cabe a nós abraçá-las ...

beijão

Mabe disse...

Passa meu querido....felizmente, tudo passa.
E, vai passar. Pode ter certeza!
Abs.

Rui disse...

Belo texto! Lembrou-me uma citação: 'Aos poucos vamos substituindo expressões fatais como “não resistirei” por outras mais mansas, como “sei que vai passar”' — Caio Fernando Abreu.

railer disse...

acho que em cada fase da vida a gente age da melhor forma possível que nossa maturidade, naquele momento, permite.

Margot disse...

Vamos com calma. As coisas ruins virão e da mesma forma irão embora. Tudo deve ser feito assim, da forma como voce esta... com tranquilidade e certo de que tudo vai dar estar bem no final.

No mais, estar atento aos detalhes e cuidar de "voce"... em todos os sentidos. Todo cuidado e possibilidade de "conhecimento" deve ser aproveitada. Rs.

Beijos

Fred disse...

Agora vou tatuar o rosto de meu fiel escudeiro! Quetalz? Alguma sugestão de local que tu prefiras?!? Hahahahaha! Hugz!

Jose Antonio disse...

O Homem de Lata sempre teve coração e coração serve pra isso também: ter momentos bons e ruins! Ainda bem que você TEM!
bjs

Fred disse...

Mas nem o Railer tu perdoa agora??!? Tsc, tsc, tsc... tu não era assim! Hahahahaha!

Blog do Careca disse...

Assim como você, tenho a mesma impressão "...que “apesar de tudo”, eu apenas sobrevivi durante muitos anos da minha vida...", e me chateio com isso, mas sei que tudo o que vivi, de alguma forma, justifica o meu entendimento da vida que tenho. Como disse o querido Paulo Bratz... "arrependo do tempo perdido? SIM! Mas o q importa..." nos últimos anos aprendo muito mais e vivo muito mais também! Adorei seu texto e vou te seguir... Abs

Postar um comentário