Uma saudade

Ao longo da vida, vamos conhecendo vários tipos de saudades... 

Uma das que mais me intrigam, é aquela que surge inesperadamente, geralmente quando você está ali, seguindo com tua vida e, de repente, um cheiro, um local ou então um detalhe observado em alguma pessoa desconhecida, te leva a visitar alguém que já fez parte de sua vida.

Por mais bem resolvidas que as coisas estejam, por melhor explicado, ou até por melhor entendido, nada parece fazer muito sentido em momentos assim, naquele minuto, cada segundo representa um momento vivido, e você se dá conta que aqueles segundos foram como uma viagem passando em seus olhos, que procura capturar todas as nuances daquele filme que só você conhece ou viu.

E ai, você com um sorriso desenhado nos lábios, só te resta seguir o teu caminho... 

"Ele pode estar olhando tuas fotos neste exato momento. Por que não?!
Passou-se muito tempo, detalhes se perderam. E daí?! Pode ser que ele faça as mesmas coisas que você faz escondida, sem deixar rastro nem pistas. Talvez, ele passa a mão na barba mal feita e sinta saudade do quanto você gostava disso. Ou percorra trajetos que eram teus, na tentativa de não deixar que você se disperse das lembranças. As boas. Por escolha ou fatalidade, pouco importa, ele pode pensar em você. Todos os dias. E, ainda assim, preferir o silêncio. Ele pode reler teus bilhetes, procurar o teu cheiro em outros cheiros. Ele pode ouvir as tuas músicas, procurar a tua voz em outras vozes. Quem nos faz falta, acerta o coração como um vento súbito que entra pela janela aberta. Não há escape. Talvez, ele perceba que você faz falta e diferença, de alguma forma, numa noite fria. Você não sabe. Ele pode ser o cara com quem passará aquele tão sonhado verão em Paris. Talvez, ele volte. Ou não." (CAIO FERNANDO ABREU).

Uma grande semana para todos...

12 comentários:

Margot disse...

"Por mais bem resolvidas que as coisas estejam...."

...elas sempre voltarão para nos assombrar, fazer sorrir, fazer chorar...
Uma vez na nossa vida, ... na nossa vida sempre.

Beijos meu lindo e bom fds.

Pedro disse...

Tão linda sua escolha - que texto mais maravilhoso.

Mas a saudade dói (por vezes dói).

Quisera eu nunca sentir saudade.

Talvez não tivesse visto o meu post sobre a saudade... com uma música deliciosa da Ana Moura.

http://mypstory.blogspot.pt/2012/12/saudade.html

Grande abraço, e boa semana.

Fred disse...

Lindo isso... e adorei a vibe "TPM" do título... hehe! Hugz!

Frederico disse...

saudades tem seu lado bom, sinal que vc se importa com alguém ou com algo eeeheh

Marcos Campos disse...

Legal isso !!
Lembrei de uma frase que uma amiga ou amigo, não me recordo direito agora, me disse em algum momento da vida:
"As vezes as pessoas se amam e não ficam juntas nunca."
Primeira vez aqui ... gostei !
Boa semana !

Serginho Tavares disse...

este tipo de saudade é a melhor que tem, aquela que surge e depois vai embora com a certeza de que algo bom foi feito

beijos

Mabe disse...

Saudades é bom, enche o coração quando este se encontra vazio e aquece a alma nos dias frios.

Mas, saudades indica passado, que passou e ficou lá trás, que não volta mais...então o melhor é deixar lá, lá trás e olhar para frente e seguir.

Por vezes, viramos o rosto e desviramos logo em seguida, e assim vamos....é um ciclo....é bom...é normal.

Abraços.

FOXX disse...

tenho sentido uma saudade de mim, faz tempo já, sabe como é?

Frederico disse...

que bom que vc aproveitou uma dica minha, o neutrogena ultrasher é bom também, mas não recomendo o fator 70 pq é muito ruim de espalhar pelo rosto. Eu uso o 55 que é toque seco também, mas n uso ele todo dia pq com o tempo durante o dia a pele fica oleosa igual, uma dica boa é passar um pó depois de ter usado o protetor. Ah o ultrasher é mais difícil de achar pq ele é importado, mas o preço é acessível apesar disso.

Dil Santos disse...

Oi Latinha, tudo bem?
Menino, vira e mexe acontece isso acontece comigo. Sempre que escuto uma música do Jorge Drexler lembro de um momento que me marcou. E eu sou apaixonado por Caio Fernando Abreu, as vezes acabo escrevendo algo inspirado nele.
Bjo menino

railer disse...

linda semana pra vc.
saudade é inexplicável, essa palavra só nossa, esse sentimento que surge, como vc bem colocou, às vezes do nada, de repente e que mexe com a gente.

Ro Fers disse...

a saudade é algo inexplicável... Basta senti-la, sem buscar entende-la...
Abraços

Postar um comentário