Primavera

Dia desses eu estava olhando a vida passar... e me peguei saudoso de situações que normalmente não fazem parte do meu dia-a-dia, talvez seja a água do lugar - estou pensando em analisar, talvez seja algo hormonal, talvez seja só a vida seguido seu rumo... [Corta]

Outro dia desses, eu caminhando pelo centro da cidade, resolvo parar em uma livraria para ver as revistas novas, e há uma especial que desde a primeira vez que vi me chama atenção pelos temas que são abordados e, principalmente, pela forma como são abordados... a capa do mês passado, trazia em destaque... A FILA ANDA!!!
[Corta2]

Agora junta tudo... 

Quem diria que a fala anda mesmo... até eu, um dos mais céticos dessa coisa "esquisita" chamada amor, tenho que concordar que a fila anda. As vezes demora, as vezes tentamos nos apegar, mas fatalmente um dia aquele entorpecimento passa e nos vemos diante de novas situações, novos cenários e cores. Tudo parece mais simples...

E assim, Eu, que um dia achei que não tinha um coração e precisei sair e busca de um mágico que me desse um coração, talvez esteja descobrindo, quem sabe até pela primeira vez o gosto da Primavera.

Como eu sempre fui do contra e minhas coisas tem um tempo próprio, pelo menos, em minha defesa, posso dizer que ainda é Primavera no hemisfério norte... terminando, mas é...  ;-)

De qualquer forma, quero para mim o espírito da estação e as possibilidades que ela trás...

--x--

Pensamentos soltos de uma sexta-feira a tarde em que você já poderia ter ido embora, mas ainda fica em sua mesa, "vendo a vida passar"...  ;-)

Hasta luego!



"Estou sentindo o martírio de uma importuna sensualidade.
De madrugada acordo cheio de frutos.
Quem virá colher os frutos de minha vida?"
Senão tu e eu mesma?
Por que é que as coisas um instante antes de acontecerem
 parecem já ter acontecido?
é uma questão de simultaneidade do tempo.
E eis que te faço perguntas e muitas estas serão.
Porque sou uma pergunta.
(CLARICE LISPECTOR, in Água Viva - fragmentos)






13 comentários:

Mabe disse...

Apaixonado, meu caro? Vendo a vida passar e recordando de coisas antigas? Isso me cheira ao bichinho da paixão mesmo...kkkkkk.

Bom, eu, que fui vacinado contra esse bichinho, te digo, de duas uma...ou vc se joga e aproveita e vai lá feliz e com meu apoio...ou vc bate na cabeça, coloca os pinos no lugar e continua a trabalhar, pq a vida continua.

Enfim....amor é algo que saiu do meu dicionário, momentaneamente e ainda por um futuro muito longo....mas, acredito que quando chega a sua hora, é hora de aproveitar mesmo.

Vai lá....se joga....se for o caso...kkkkkkk.

Margot disse...

Oi Latinha, é Margot e já estive por aqui... mas não comentei nada. Parece que tivemos a mesma idéia. Gostei muito da reportagem e resolvi mesclar com minhas próprias experiencias.
Gracias por ter comentado lá no TPM.
abraços

Lucas disse...

Não sei, não dá pra saber. Se for algo novo, deixe simplesmente que aconteça. É até bobagem eu ficar falando essas coisas. Você sabe, você já sabe, você tem a intuição. E se você vê a primavera, depois da primavera vem o verão. Vai esperar o que pra dar boas vindas a essa estação!

Beijos.

E ヅ disse...

Eita, "todo mundo" falando da mesma coisa hoje! :-)

FOXX disse...

apaixonadíssimo pelo jeito. que bom! vc merece.

Cesinha disse...

A primavera por aqui tá uma delícia! Como será o verão? Acredito que só poderemos saber se estivermos no verão... vivendo o verão.

Beijos

Eduardo Paiva disse...

Fala Latinha!

A primavera por aqui, esta mais para outono!
Espero que o verão, pelo menos, seja parecido com a primavera do Brasil!

Continuou em sua mesa vendo a vida passar é?
Não adianta, quando estamos assim, não só a vida, como tudo passa. Mas rápido! Não espere/deixe ela ir embora!

Grande abraço,
Du Paiva.

Ro Fers disse...

Tem algo entrelinhas...rs
Será paixão ou reflexão de momentos vividos...
Mistério....
Abraços

railer disse...

vim conhecer seu blog e já gostei.
confesso que demorei a achar onde postar os comentários... rs

abraços!

Carlos Roberto disse...

Senti como se a citação fosse em minha homenagem. Sei que não foi, mas fico bobo, realmente bobo, quando vejo alguém falar de Clarice... Sinto como se eu e ela dividissimos a mesma alma. (bobagem que estou a falar).

É, meu querido latinha, quem sabe sua estrada pelo mundo de Oz não chegou ao fim e finalmente encontrastes o coração que tanto procuravas? Viva cada dia da primavera como se fosse o primeiro e respire todo o seu frescor.

Grande beijo!

railer disse...

obrigado pela visita ao meu blog! volte sempre!
tu é mineiro de onde? mora onde hoje?
vamos nos falar! abraços!
raileronline

Fred disse...

Tá amando?!?
Heheheehe!
Como muito bem dito acima: quem te conhece percebe que esse post tá cheio de entrelinhas... hehehehehe!
AdoGGGo!
Hugzão, meu Latinha!

Fred disse...

Manteiga é ótimo.
E lubrifica.
Hahahahahaha!
Hugzão!

Postar um comentário