2 em 1

Bom, para começar quero fazer um agradecimento ao Carlos Roberto, do De Cara no Armário, que me agraciou com dois selos muito bacanas! "Não mereço, mas agradeço!"... valeu mesmo!!! E como um dos selinhos exige um certo protocolo a ser seguindo... então vamos lá:


Nome:
Latinha (uai!)


Uma música:
Caraca... podia citar algumas... mas fico com Secretamente da Rita Guerra.


10 coisas sobre mim:
Poutz... isso é complicado... podia ter feito umas perguntas para ajudar, mas vamos tentar:
  • Eu já fiz arvorismo.
  • Eu leio no banheiro... em cima do cesto de roupas há sempre uma revista, quase sempre sobre informática ou aeronáutica.
  • Já fui assaltado 3 vezes!
  • Falo inglês e arranho no francês - também podia cantar em algum cabaré francês (não sei porque eles não ensinam umas musiquinhas mais modernas nas escolas de francês).
  • Em casa, meu quarto tem o carinhoso apelido de Batcaverna... 
  • Eu não vivo sem um celular ou um laptop por perto, atendemos 24h
  • Eu larguei um doutorado em uma das principais universidades do país, poucos meses antes de terminá-lo.
  • Adoro viajar!
  • Já tive um trabalho publicado nos States...
  • Dirigi 70 km só dar um beijo e voltar para trás...

Humor:
Sempre que possível!! (O que dificilmente inclui a segunda de manhã)


Uma frase dita por mim:
"Mas, isso não é nada! Uma vez... " (kkk)


O que achou dos selos:
Eu adoro ganhar os selos! Além de muito simpático é legal saber que alguém se lembrou de nós! 


E no mais... cá estamos... (ainda) não matei meu chefe, mas ele que não abuse... kkk.
Complicado quando a gente não acredita mais no chefe, na empresa... Confiança para mim é uma questão séria! Essa para mim seja talvez uma das coisas mais importantes e, por mais clichê que possa parecer, para mim confiança é como o vidro, uma vez quebrado não há mais o que fazer. 

Já me afastei de pessoas que me eram muito próximas em algum momento da vida, por ter perdido a confiança nelas. Não se trata de perdão, d
o fundo do coração, eu não guardo nenhuma mágoa, mas isso não significa que eu vá me aproximar novamente... é como se a pessoa fosse colocada em uma redoma de vidro, eu vejo, mas não consigo tocar!

É um saco, mas estou em uma daquelas fases em que a gente parece um
hamster naquelas rodinhas, trabalho, trabalho e, parece que não saio do lugar... De fato, elas estão acontecendo, só que a mim, cabe esperar... e como é duro conter a ansiedade!!!

No meio-tempo...

Tem algumas coisas que são meio "esquisitas", né?! Há um garoto, somos amigos, mas não muito chegados... já tivemos a chance de trabalhar juntos em algumas ocasiões... devo confessar que já tive uns pensamentos impuros para com ele.... Ele já aceitou alguns convites meus para teatro, café, ... mas nunca cruzamos "aquela linha". 

Não sei o por quê... t
enho a sensação de que se alguém disser algo, o outro negará... Mas lá estamos, ontem de madruga, ao ligar o computador, encontrei um recado dele.... "Te vi no shopping, na loja da Vivo..." e agradecia uns links que eu havia enviado para ele, enquanto conversávamos em uma noite dessas. Oh, Deus... por que as pessoas não vem com manual de instruções.... kkk (Inclusive o meu ajudaria muito! hauhauhau).

Enfim, ... como ele chegou aqui, porque estou falando dele?! kkkk

Okay, agora voltamos com a nossa programação, "normal!"!!!


"Há um véu de silêncio entre nós.
 Coisas não ditas que se pressentem. 
Não é um silêncio magoado ou ferido. Apenas um receio de cruzar linhas por onde já fizemos equilibrismo.Ambos sabemos que não vamos atravessá-las. 
Mas os dois acarinhamos esse futuro que não tivemos, 
como memória intocável e pura".

7 comentários:

Lucas disse...

Meu amigo, quem me dera eu tivesse esse tipo de "problema" como o trabalho! Pra mim, quanto mais melhor!

Agora, respondendo à sua indagação "Oh, Deus... por que as pessoas não vem com manual de instruções...", no contexto da sua história... respondo com isso: "No mais... apenas respira... e o que tiver que ser, será! ;-)". Você sabe quem escreveu isso, né?! (rsrsrsrsrsrsrsrs)

Beijão, meu querido!

Cesinha disse...

Peraí... dirigir 70 km pra dar um beijo? Só isso? Mais nadinha? Já pensou o dia que tiver algo mais, caliente (kkkkkk), dá pra ir pro Japão, né?

E esse garoto, heim! Tá me parecendo que ele tá se achegando no seu coração, né? E, como você vive dizendo no meu blog... ué, porque não!

Beijão, meu lindo.

Prisioneiro 0001 disse...

Esse lance de perder a confiança é foda.
Assim como perder o respeito tb é.

Vira uma meleca.

Um bjão =)

Carlos Roberto disse...

Meu querido Latinha, saudades. Que bom que você ainda não matou seu chefe, por enquanto você está em liberdade hahahaha.

Sinto-me igualmente a você com relação a confiança; na verdade eu sempre dou corda, a pessoa se enforca sozinha e depois, sinto muito, não há mais volta.

Quanta divagação para no final falar do coração... Se o fim do texto no final, não foi proposital, é porque você tem um sentimento ai... :D

Ro Fers disse...

Bacana saber um pouco mais dos outros...
70 km para um beijo? Espero que tenha valido a pena...rs
Boa essa de atender 24 horas.. hahahah
Abraços

FOXX disse...

70km é mto? nem vou te contar minha km então...

Cara Comum disse...

Gente, 70 km é fichinha... rs. Já fiz uma quilometragem 23 vezes maior... hehehehe

Agora sobre sua pergunta "como ele chegou aqui, porque estou falando dele?!" deve ter algo a ver com a música "Secretamente" que vc colocou aí no post, não?? ;)

Abraços!!

Postar um comentário