O 163º dia do ano

E, então, não é o Natal... É o dia dos Namorados! Para mim, naquele famoso momento Pinky e Cerebro, vai ser um dia de fazer a mesma coisa que faço todos os dias, continuar vivendo e tentando conquistar o meu mundo!.  kkk

Mesmo sabendo de todo o apelo comercial que existe, não há como ser totalmente indiferente a todo o movimento que cerca a data, vi pessoas preparando surpresas, comprando presentes, esperando o que iria ganhar e vi pessoas fazendo aquilo que talvez seja o que mas me toque nesse dia, as pessoas se preocupando com as outras...

E veja como são as coisas, passei anos procurando entender o amor, procurei sinais, provas, fenômenos e explicações sobre o que era essa força que movia as pessoas, inspirando gestos desmedidos e apaixonados. E por um desses caprichos da vida, quando eu estava pronto a provar que tudo não passava de sugestionamento e carência, aconteceu comigo... e não fui capaz de perceber sua chegada, nem quando se instalou... quando me dei conta, eu apenas sabia!

Desafiar "as leis", tem suas consequências... e novas perguntas e lições vieram... Apesar de todas as coisas que passei a sonhar fazer, não foi com ele que fiz a grande maioria delas, ele não testemunhou minhas risadas, não foi ele que me ajudou a descobrir coisas sobre mim, não foi ele que me ajudou quando eu precisei... Acho que posso dizer que eu o amei, mas não foi com ele que descobri as características que eu gostaria de ter encontrado nele...

Mas isso pouco importa, aos poucos voltei a caminhar sozinho... aliás, sozinho não, na companhia dos meus pensamentos barulhentos que muitas vezes não me deixam dormir... e assim, amanhã será mais um dia... talvez não um dia qualquer, mas um dia de reafirmar tudo aquilo o que acredito e que busco... Aos que tiverem com quem celebrar, desejo que saibam aproveitar o momento! Aos que, como eu, estarão só... tudo bem, ainda restam 202 dias para tentarmos transformar no nosso dia!


 Todo sentimento precisa de um passado pra existir
O amor não, ele cria como por encanto um passado que nos cerca
Ele nos dá a consciência de havermos vivido anos a fio
Com alguém que a pouco era quase um estranho
Ele supre a falta de lembranças por uma espécie de mágica..."
(BENJAMIM CONSTANT)

6 comentários:

FOXX disse...

eu te leio a tanto tempo, mas seus textos são sempre fragmentados, qria poder saber mais de vc, q vc desse mais acesso... isso não é uma crítica, é um pedido. =D

inconstanteblog disse...

Eu consigo me manter completamente off desses apelos comerciais. Não dou a mínima importância ao dia dos namorados rsrsrs.

Sobre o amor, adoro isso nele: esse rebuliço que provoca em nossas vidas, essa mudança de comando corpóreo: menos cabeça, mais peito, menos cérebro, mais coração.

Xêro!

Antonio de Castro disse...

pra um homem de lata, vc está bem cheio de coração.

fiquei surpreso com o inconstante aqui em cima, dizendo que consegue se safar desse apelo do dia dos namorados.

eu até tento, esse ano não foi dos piores, mas faz falta.

esse ano a preocupação dos meus amigos é noivado. parece que tds eles estão pensando no próximo passo, que talvez seja a hora.

não vou ser hipócrita.

eu fiquei meio chocado com essa mobilização mais próxima, as qd eu paro p pensar... talvez eu não esteja pronto.

BruH's World disse...

Hey Latinha,
Adorei este texto, eu tenho uma imagem romântica do amor, parece pleonasmo falar assim , nao eh mesmo?
As vezes acho que o amor eh uma ilusão que nos criamos, mas prefiro estar iludido as vezes.
Um dia, voce e eu vamos encontrar uma pessoa legal. Ai vamos trocar experiências do que este relação nos trará.

sad eyes disse...

os teus textos são bonitos e identifico-me com eles.
adorei o teu blogue.
que continuemos a trocar visitas
abraço.

Alef disse...

Me apaixonando pelo seu blog... rss

Postar um comentário