Paciência...



Esse post não é novo, estava condenado "ao limbo" - que é onde ficam alguns textos perdidos que eu já escrevi, mas não sei por que me lembrei dele hoje, então, na falta de algo mais excitante... vamos libertá-lo...


Abração! 


-- x--


Na ânsia de encontrar um coração, eu pulei o capítulo que dizia o que fazer quando o amor acaba, de como seguir em frente...

Apagar contatos, bloquear, maldizer, rasgar fotos e cartas, sumir com qualquer vestígio da existência de tal pessoal sobre a terra, tudo isso passou pela minha mente... Mas, como?! Por quê?! Para que?! Justiça seja feita, além de qualquer uma dessas opções também implicaria em me machucar [mais um pouco], pois também significaria renegar algumas páginas, muitos importantes por sinal, do livro da minha própria vida. 


Isso sem é claro mencionar, que também devo fazer um mea culpa e assumir minha responsabilidade... What a mess!

Pensei então em simplesmente renegá-lo e, quem sabe, deixá-lo à sorte... [como diz o verso que ouvi outro dia na televisão]:

O amor que não é cuidado
O amor que não é tratado
Com o tempo
Vai dando flores cada vez mais fracas a cada verão
Até que um dia a gente olha para a roseira
e não vê rosa nenhuma
só uma planta com espinhos...

Mas minha roseira fora bem cuidada e, cuidadosamente, plantada em solo fértil, e assim, contra tudo e todos, depois de um tempo ela ainda florescia... Que sorte a minha...

Mas, enfim, a vida segue seu rumo... e, ainda que eu não saiba ao certo como, o tempo de seguir em frente chegou. Assim, me resta agradecer por tudo e, ainda que em um gesto simbólico, abrir as mãos e deixar o ventos passar por entre meus dedos... levando embora os poucos grãos de areia que eu ainda tentava segurar...


Afinal, eles nunca foram realmente meus mesmo...

Quero ser teu amigo
Nem demais e nem de menos
Nem tão longe e nem tão perto
Na medida mais precisa que eu puder


Mas amar-te como próximo, sem medida,

E ficar sempre em tua vida
Da maneira mais discreta que eu souber



Sem tirar-te a liberdade

Sem jamais te sufocar
Sem forçar a tua vontade



Sem falar quando for a hora de calar

E sem calar quando for a hora de falar
Nem ausente nem presente por demais,
Simplesmente, calmamente, ser-te paz.



É bonito ser amigo,

Mas confesso,
É tão difícil aprender,
Por isso, eu te peço paciência
Vou encher este teu rosto
De alegrias, lembranças!



Dá-me tempo

De acertar nossas distâncias !!!
(FERNANDO PESSOA)


Inté...

12 comentários:

sad eyes disse...

Bonito. É é sempre bom ler Pessoa :p

FOXX disse...

olha... aff... eu esqueci o que ia falar... ah, lembrei... eles foram seus sim, mas não foram seus pra sempre, o q vc precisa é aprender q as vezes as pessoas deixam de ser nossas...

Mabe disse...

Paciência e perseverança...andam de mãos dadas...

Ro Fers disse...

Bacana seu texto e suas palavras...
Me vi em certos trechos...
Abraços

Cesinha disse...

Boa noite.

Muito bom, cheguei aqui bem no dia que você resolveu libertar esse post (verdade, pareceu uma pomba voando, sem rumo, tá certo, mas voando...). Adorei tudo!

Será que eu lí correto no seu perfil? Engenheiro... é isso? Acho que hoje é o dia (ou noite) das surpresas... ou de me libertar de alguns preconceitos.

Abração

Edu disse...

Ser amigo sempre, e muito mais de perto do que o que "canta" essa(e) pessoa!

Fred disse...

Com todo esse arsenal de qualidades que tens e muito bem demonstra em cada linha que escreves, me causa espanto que não tenhas ainda cessado com essa sina de "sempre daminha, nunca a noiva"! Hehehehe! Hugzão!

Eduardo Paiva disse...

Olá Latinha!!!

Saudades... Estive um tempo ausente, but, I'm back!

Como sempre, bem profundo e textos muito bem redigidos!

Grande abraço,
Eduardo Paiva.

SG disse...

Gostei do post. Não sei por que razão ele estava no limbo.

Abração.

Kim III disse...

Gostei muito :)
Mas entendo o amor como uma rosa sempre viva!
Beijinhos

Cara Comum disse...

Eu tb fico nessa de não querer rasgar fotos e coisas que tb retratam minha vida. Acaba que consigo dar outro significado pra tudo aquilo.

Abraços!!

Fred disse...

Eu acho que depois daquele Caverna do Dragão, vc e eu estamos aptos a fazer um filme tipo Batman e Robin... que talzzzzzz????? Hahahahahahah! Bat-abração!

Postar um comentário