Fechamentos


"... Foi apenas ao passar o olho novamente por aquele papel é que percebeu a gota de tinta azul royal, deixada pela caneta tinteiro, marcando o final do texto, foi então que se deu conta o quão importante aquele ponto era para sua vida. A partir daquele momento, aquela gota selaria definitivamente o destino daquela história e daqueles personagens... conforme o papel absorvia a tinta, um punhado de segredos e pequenas histórias também iam sendo absorvidos, e secavam junto com aquela história. A partir daquele momento, não haveria mais uma história, apenas fragmentos e lembranças. 

Mas, ao contrário do óbvio, aquele não era um ponto final em suas vidas, tinha em si a certeza de que ainda iriam se esbarrar em outros momentos, contudo, a partir de agora serão apenas coadjuvantes, um na história do outro. 


Em seu íntimo, foi impossível não associar que o fechamento daquela história se daria da mesma forma como anos atrás ela havia começado, talvez por isso tenha se esmerado tanto na escolha das palavras. Elas que um dia foram de curiosidade, depois de descoberta, de ansiedade e até mesmo de decepção, algumas vezes.

As mesmas palavras que no primeiro encontro, mesmo sem serem proferidas, os fizeram dançar ao som de uma música imaginária, que apenas eles eram capazes de ouvir até o momento em que seus lábios se tocaram pela primeira vez...

Aquele ponto não encerrava uma história de amor, mas, ainda que fechasse uma boa história, chega um momento em que precisamos abrir mão de algo para poder encontrar novos caminhos..."


--- x---


E ainda tenho andando em meio a semanas "burocráticas", para não morrer infartado, tenho optado por mais ação e menos reclamação! Não que eu esteja exultante, mas pelo menos foi uma semana onde consegui reduzir os aborrecimentos e estresses... não que eles não ocorrido, mas procurei dar-lhes o devido, e merecido, desprezo.


Mas a semana me obrigou a repensar uma situação... uma ligação no meio da tarde, e um nome a tempos não dito ressurgiu em meio ao feriado... houveram pessoas na minha vida por quem ofereci o que eu achava ter de melhor, e nunca recebi [nem vou receber] uma ligação delas... a pessoa em questão, não teve tal sorte. Ainda que nunca a tenha destratado, a ela nunca foi dada a atenção "VIP" que outros receberam... mas a ligação viria justamente dela... não consegui ignorar tamanha ironia... 


E que a primavera traga junto com as flores algumas respostas que eu estou esperando... final do mês volto à estrada... uma tertúlia previamente marcada, risadas, café e muita conversa sendo alinhavadas...


;-)  Inté!




But love won´t obey our expectations.
Its mistery is pure and absolute. What Robert and I had, could not continue if we were together. What Richard and I shared would vanish if we were apart.
But how I wanted t share this. How would our lives have changed if I had?!
Could anyone else have seen the beauty of it?!
(Francesca in The Bridges of Madison County, 1995)



10 comentários:

FOXX disse...

gente, esse texto entre aspas é de qm? seu? achei o máximo!

Edu disse...

Vem pra Sampa, Lateenha!!! Final do mês... hein? hein?

Euzer Lopes disse...

A vida é feita de escolhas, e cada escolha implica em pelo menos uma renúncia.
Enquanto houver vida, não haverá espaço para ponto final.
Os pontos, serão para encerrar capítulos.
E na história da vida, os pontos se transformam em vírgulas, para que novos capítulos sejam escritos.

www.meioameioblog.blogspot.com
O HOMEM CASADO

Mabe disse...

Vou cobrar o doce por ter adivinhado a ligação...kkkkkkkk...se prepare....vc vai ter que fazer empréstimo para pagar....se bem que o sr sonega imposto mesmo....kkkkkk.

Cara Comum disse...

Hummmm... Posso dizer só "oi, quis te visitar??" É que, do jeito que estou, qualquer palavra pode fazer um desastre na sua vida... Hahaha...

Abraços!!

Fred disse...

Ah... mas mojito só se tu levar aquele amigo grisalho pra acompanhar. ME acompanhar, claro. Hahahahahahahahah!!!!! Hugzão!!!!!

Fred disse...

E olha que esse "mojito" não sai da cabeça, fio. O diabo é que saiu de mercado e num acho mais... hahahahahahaha! Sim, "sou desses" e tu sabes!

Rodrigo disse...

Boa semana, garoto.

Eduardo Paiva disse...

Fala Latinha, blz?

Como assim? Todo mundo aqui conhece o latinha pessoalmente? Anyway... espero que consiga as respostas que tanto espera cara!
Fiquei meio desentendido, mas, boa sorte!

Grande abraço,
Eduardo Paiva.

inconstanteblog disse...

Bem, também quero muito saber a origem do texto inicial! Adorei!

Eu também ando a aprender a desprezar esses estresses não necessários porém impostos... fica tão mais fácil quando conseguimos fazê-lo, não é? ;)

E há quanto tempo eu não escutava o termo "tertúlia"!!! Fui arremessado direto ao segundo grau. Boa lembrança me trouxes!

Um xêro e que a primavera faça brotar o que esperas ;)

Postar um comentário