Ecdise

Exoesqueleto! Não sei porque, mas umas das poucas coisas que eu nunca esqueci das aulas de Biologia no colegial, foi sobre o bendido do exoesqueleto dos artrópodes, aliás, na verdade o que me chamou a atenção foi a Ecdise, ou muda para os íntimos. A capacidade de mudar de exoesqueleto é uma estratégia evolutiva de muitos animais, permitindo que esses mudem de forma e se adaptem a novos ambientes.

Ao longo dos anos eu vim trocando de peles, [me descobrindo e] me adaptando a novos ambientes, a novas situações e sentimentos. Nessa brincadeira toda, fui criando um "exoesqueleto" que me protegeu em muitas situações novas e que me manteve seguro - pelo menos em um primeiro momento. O problema é que agora as mudas tornaram-se constantes, e de tempos em tempos, é necessário romper com essas proteções e por conta disso acabo exposto.

Talvez esteja na hora de uma nova ecdise para mim, hora de romper com algumas coisas que me protegiam e me arriscar "no novo".... minha pele parece que não me servir mais... a grande questão é que a cada mudança tenho ido por novos caminhos, novas sensações, enfim.. todo um mundo novo.

Eu havia decidido que ficaria quieto por um tempo, mas, vez por outro um pensamento me escapa e toda uma gama de cores e inquietações se apresenta... So, what to do!?



"Quando o amor acenar, siga-o,
ainda que por caminhos
íngrimes e acidentados.
Quando as asas do amor
envolverem você, renda-se a ele,
mesmo que a espada que traz
oculta possa lhe provocar dor.
E, quando o amor falar, acredite,
mesmo que sua voz possa destruir
os seus sonhos, como faz
ao jardim o vento norte."
(KAHLIL GIBRAN)


9 comentários:

O Pequeno Diabo disse...

acho q eu preciso de uma pele dessa tb

ond compra?

xx

du disse...

.as mudanças são inevitáveis. pois o aconchego da imobilidade tem hora certa para acabar.

.machuca muitas vezes, mas o que seria da vida sem alguns arranhões, cicatrizes, memórias?

.nada como ter sabedoria suficiente para entendê-las, enfrentá-las, corrigí-las ou somente para viver do jeito que são....

.abraço

.obs. e valeu pelo poema....gostei do nosso papo e espero repetí-lo sempre que possível...

FOXX disse...

exoesqueleto só me lembra filmes de ficção científica isso sim

Gay Alpha disse...

Trocando de pele?!?!
S-e-i!
Vc nunca me enganou, seu jararaca-jibóia-coral-naja!!! Hahahahahaha!!!
E como assim? "Recado dado"?!? Quero detalhes sórdidos... impublicáveis!!! Hahahahaha!!!!
Abrãção - de cobra para cobra (sem malícias, okay?) Hahahahahaha!!!!!

Leo disse...

Engraçado! Minha mãe sempre usa essa metáfora. Ela fala do escorpião que pra crescer precisa abandonar a casca. É um processo muito doloroso e, por um tempo, ele fica indefeso. Mas é necessário pro crescimento dele e, depois de completo, ele estará mais apto a enfrentar o mundo!
Abraçao

Gato de Cheshire disse...

como diria minha ex professora de espanhol... Mude.. Nem que seja pra pior, mas mude... rsss
Bacana o blog

Philip Rangel disse...

Achei interessante essa metafora a ser aplicada diariamente.....


abraçao

Beta disse...

oi querido!! adorei oq escreveu no meu blog... ou melhor, antigo blog hehe... mudei, agora fiz um novo, onde eu nao pretendo falar da minha vida... eh o betahrr.blogspot.com

entao da uma passada la pra ler as bobagens q eu falo hehehe

beijao

Oz disse...

Meu caro, ficar quieto é bom e necessário de quando em vez, mas a vida não pára à nossa espera...
Lá fora, há cada vez mais seres "mutantes" que se tornaram especialistas em mudar de pele e de forma num abrir e fechar de olhos... Por isso, ajusta o capacete, afina a armadura e vai à luta!
Hehehehehehehe

Ora aqui está uma metáfora science fiction!
Mas, entendeste, né?
Abração!

Postar um comentário