The Bubble

Do resfriado sobrou apenas a voz rouca e uma tosse que eu espero que suma nos próximos dias, como nem tudo é perfeito, me apareceu uma dor de dente - levando-se em conta o quando eu "a-d-o-r-o" dentistas, to lascado!!! Fora isso, estou com um bocado de coisa atrasada e uns pepinos para descascar, e olha que é daqueles que a gente nem sabe ao certo se é um pepino, quanto mais por onde começar a descascar.

Como diria uma amiga minha:

"Se você tem um problema, e sabe como resolvê-lo, você não precisa se preocupar. Agora,

Se você tem um problema, e NÃO sabe como resolvê-lo, PARA QUE se preocupar!!!"

Bom, queria que as coisas fossem assim... mas eu PRECISO me preocupar porque tem um monte de coisa envolvida, inclusive minha carreira, ehehe. Mas vamos lá, tudo dará certo no final [eu espero!]. Como ontem eu já estava melhor, aproveitei para ir no trabalho voluntário.

Aproveitando o momento "estaleiro" desse fim de semana, eu aproveitei para assistir um filme que a tempos estava interessado, The Bubble (Ha-Buah, Israel, 2006), do americano com cidadania israelense Eytan Fox - é dele um outro filme que foi bastante comentado em 2002, Yossi & Jagger (2002). Eu havia lido criticas bem interessantes sobre o filme e estava bastante curioso a respeito, eu sabia de antemão que não se tratava de um Brokeback Mountain passado no Oriente Médio, mas também não sabia o que iria encontrar.

É um filme que me intrigou bastante, são muitas informações para serem assimiladas e o romance é mais um elemento em cena, uma coisa que me deixou a pensar bastante foi até que ponto "nossas guerras pessoais" interferem em nossa liberdade de viver como queremos, ou desejamos. No filme, os personagens centrais vivem essa questão, apesar de suas posições pessoais, a vida deles acaba sendo afetada pelo o que acontece no mundo exterior. Acho que é um filme legal para se assistir... gostei de ver o relacionamento que se estabeleceu e a amizade existente entre o grupo de amigos que divide um apartamento na cidade de Tel-Aviv, The Bubble. O final me deixou ainda mais intrigado, honestamente ainda não consegui formular uma "teoria" a respeito... mas gostei! Esse é o sentimento geral.

A amizade e a cumplicidade entre os "roomates", de certa forma me fez lembrar a época que divida um apartamento com um grupo de amigos em São Paulo, além de também sermos um gay, uma menina hetero e eu "perdido", algumas das situações vividas por eles me são bem familiares, ehehehe. Fica a dica... sem a parte do resfriado é claro! ;-)

Tem um comentário que eu li e achei interessante que está nesse link, para quem se interessar. Eu gosto muito de assitir filmes de diferentes países, adoro o cinema europeu, já assisti a muitos filmes interessantes garimpando indicações e sinopses. Nada contra o cinema americano, mas considero um grande oporunidade ver os culturas, seus costumes e visões.

Enfim, estou atrasado com um bocado de coisas, mas já estou melhor e ao longo da semana coloco as visitas em dia.

Abração a todos!

Eu aprendi que sempre posso fazer uma prece por alguém,
quando não tenho a força para ajudá-lo de outra forma
(LEGRAND)

(Inté)

11 comentários:

Jaleco disse...

sempre passando por aqui em busca de inspiracao...

beijo se for de beijo e abraco se for de abraco

edu disse...

Bela dica! Aliás, como disse o jaleco, você é uma ins-piração! Beijo e se cuida!

Goiano disse...

aiii depois q li voz rouca ... perdi os sentidos... vem falar coisas no meu ouvido... vem

Megafashionist disse...

Gostei do pensamento!
Mas por em prática é mto difícil!

Anônimo disse...

Fala Homem de Lata.....
Vim agradecer as suas visitas e comentários no meu blog e ler um pouco do seu mundo. Adoro o que vc escreve.
Grande abraço.
Felipe
www.muitoadeclarar.zip.net

FOXX disse...

uhhh
quero ver esse filme
hehehe

Viajante Interdimensional disse...

melhorei da gripe sim hehe

o/

e tbm baixei este filme, falta assistir :p

rpz, não sei o que há com os peixes, :/ eu fiz tudoq ue estava a meu alcance, mas sei lá, me disseram tbm que é normal os peixes morrerem em aquários novos :/

:*:*

Euzer Lopes disse...

Bubble é um filme muito gostoso de assistir.
Tem uma estória que parece bobinha, mas na verdade é muito séria, profunda e instigante.
Quando cultura e religião determinam os destinos, é pra se pensar na vida que nós vivemos aqui no Brasil.

Mans disse...

esse filme é muito fofo
vi no unibanco e quero comprar pra mim

Monsieur M. disse...

Oi!!

Não vi o filme ainda, mas se achar por aqui vou ver...

Sobre as guerras interiores, acho que o caminho é o auto-conhecimento - isso eu consegui depois de muita "terapia de travesseiro"!!! Heheheheh!! Meu melhor amigo é o meu travesseiro, sério!! Hahahaha!!

Bjs!!

Raphinha disse...

Também estava gripadom o pior foi tomar o remédio e ter uma crise alérgica.

Tow todo empolado.
:(


Cuide-se.

Abração

Postar um comentário