Latinha's Return

(Essa é a quarta vez que começo a escrever, vamos ver se agora vai, ehehehe)

Vou começar no melhor estilo redação de escola, "Minha Viagem".
Putz, a viagem foi show... nada fora do comum, mas foram momentos legais. Descobri um lugar que faz crèpes maravilhosos em Brasília (Crèpe au Chocolat, na Asa Norte), pratiquei meu exercício favorito (sentar em um café para tomar um expresso e ficar olhando a vida passar!), quase tive uma overdose de tanto comer, dei risada, bebi. Muito bom... a volta foi meio tumultuada, muita gente viajando e o mundo parecia que ia acabar em águas em Brasília, o resultado foi o atraso do meu vôo e quase perco a conexão em São Paulo. Merece destaque o fato de que pela primeira vez em muitas viagens o carinha que estava sentado do meu lado não era um Ogro, nem um velhotinho, nem um piralho, era um estudante de medicina, educado, bom papo e que estava voltando de Campinas (depois de ir ver a namorada!). Ok, ok, entendi logo o recado... se ele fosse tudo isso que eu disse e ainda fosse gay, provavelmente o avião tinha caído e eu estava no céu... ahuahuahuahua A gente não pode ter tudo, né!

Mas assim, eu também estava conversando com ele sem maiores intenções, conversamos por um bom trecho do vôo, sempre é bom conversar com pessoas interessantes, mas depois saquei meu super livro e fui ler. Confesso que entre uma página e outra tive uns pensamentos "impuros" hauhauauauhuahua. (Mas isso deve ser por conta do PTA que ainda está alto!!)

Falando nisso, o dia que eu tiver algum tipo de relacionamento com outro ser vivo eu vou precisar comprar um daqueles livros de sexualidade para adolescentes, para lembrar como era a dinâmica da coisa. Sabe aquela coisa do tipo: "pegue a sua mão e coloque no ponto B, agora faça movimentos .... " ehehe. Bricandeiras a parte, faz um certo tempo que estou fechado para pousos e decolagens, namorado eu nunca tive, namorada faz tempo que não tenho e também decidi que iria parar de sair só para "festar ao acaso", ou seja, estou no "meio tempo". Uma hora vou escrever sobre esse lance de ficar sozinho... apesar da carência dos últimos tempos, devo confessar que gosto desse lance de liberdade... de ir e vir quando quero, como quero.

Isso não é uma crítica a ninguém, mas assim, cheguei a conclusão de que esse negócio de sair apenas para dar "uns pegas", estava me trazendo mais dor de cabeça do que prazer. Ultimamente, eu quero MAIS!!! Eu quero poder estar com alguém de verdade, curtir esse alguém, sair no meio da tarde para tomar um café, poder ligar no outro dia para dizer que adorei e saber se está tudo bem com a pessoa, fazer uma surpresa, essas coisas... (será que to pedindo muito?!)

Em épocas de PTA alto, por duas ou três oportunidades quase cai na tentação de sair a caça, mas isso não combina muito com meu jeito e no final fico me sentindo "o sub-extrato do pó de peido do cavalo do bandido". Queria ter essa capacidade de agir por impulso, me jogar, como diria um conhecido, mas não consigo... assim, só me resta esperar. Bem que eu podia comprar uma boneca ou um boneco inflável, mas não posso deixar de pensar de fatalmente nosso relacionamento (meu e do "Ser inflável") pode acabar literalmente em uma explosão, ehehehe Já pensou eu lá animadásso e o negócio estoura... hauahuahuaua É muito final de carreira, né?!
(pior, me ocorreu agora, eu chegando na borracharia para remendar o meu "parceiro", hauhauhauha).

Mas, reportemos ao fato...

Eu tinha dito que estava vendo outras cores... pois é... to numa dúvida...
(senta que lá vem a história).

Um tempão atrás, questão de anos mesmo, eu estava em uma sala de bate-papo e comecei a conversar com um carinha... papo vai, papo vem, trocamos MSN e passamos a nos falar com mais frequência. O problema é que em uma dessas conversas, eu descobri que ele era uma pessoa conhecida, tinhamos trabalhado em um mesmo projeto, ou seja, ele sabia meu nome, como eu era, onde eu trabalhava, que cor era meu carro e tudo mais o que eu julgava necessário esconder.

Mas, também não achei junto simplesmente bloqueá-lo ou mentir (acho isso péssimo!). Então, no dia que ele pediu para ver uma foto minha, eu tomei coragem e coloquei minha foto... óbvio, que ele me reconheceu no ato, e o tesão desceu ladeira a baixo. Continuamos conversando e conversamos até hoje, muitas vezes foi aquele famoso papo de elevador, outras conversamos sobre coisas interessantes.

Fato: De uns tempos para cá, temos nos falado com maior frequência, virava e mexia estavamos conversando no MSN de madruga, nessa brincadeira, outro dia eu coloquei minha foto de verdade no MSN, em geral eu deixo um foto de um personagem da turma da mônica que todo mundo fala que se parece comigo, eheheh (não, não é o cascão!), dai ele vira e fala, nossa, essa foto tá show em cara. Oopa!

Não sei, pode ser encanação minha... mas acho que ele tem me dado bola, acho que ele é meio tímido também, sei lá... enfim, só sei que nada sei... to pensando em convidar ele para sair qualquer dia desses. Acho que ele não está namorando, em outras épocas ele já comentou comigo sobre namorados, mas agora nem uma palavra e sempre ele esta em casa, tanto que nos encontramos no MSN. Mas vai saber.... na verdade sempre voltamos aquela velha questão, falar e correr o risco de levar um "não!" ou não falar e correr o risco de perder uma oportunidade de ser feliz. Eu particularmente ainda tenho um agravante... me permitir correr o risco de ser feliz!

Momento AA: tenho que fazer um "depoimento" aqui... a verdade é, que eu sou péssimo nessas questões de ir da teoria a prática... na escala da evolução eu provavelmente estou entre a geladeira e a torradeira (vi no desenho do Tinny Toons uma vez, ehehe). Eu adoro o flerte, a sedução, os gestos contidos durante uma conquista, a famosa dança do acasalamento que rola geralmente quando estamos interessados em alguém e queremos nos mostrar, mostrar o nosso melhor... acho isso o máximo!!! Mas me falta o "approach", o tchan!, eu não sei "chegar". Eu queria ser daqueles que olham a "presa", partem para cima e já era. Mas eu estou mais para mosca de padaria, ehehehe. Fico ali, olho, olho, só quero pousar quando eu acredito ter certeza que vai rolar jogo... e nessa brincadeira possibilidades são perdidas, e o tempo vai se passando... preciso mudar isso, mas é díficil... questões profundas precisam ser reavaliadas...

Bom... tenho outra confissão a fazer... ehehe

Caraca, tem um carinha onde eu trabalho que me deixa louco!!!
Isso é o que chamo de atração física, mesmo!!! Aaaauuuuuuu!!!!
Assim, estou acompanhando um projeto... e ele participa dessa atividade... desde o primeiro dia que eu o vi, tchan!, meus olhos grudaram nele. Primeiro porque achei que ele participa da irmandande (muito fashion, arrumado, sempre com um jeans legal, camisetas ou camisas mais coladinhas, corpo legal, sabe cara de gente cheirosa que acabou de sair do banho?), segundo, ele tem pele clara e cabelos escuros, quando essa combinação ocorre naturalmente (sem a ajuda do Wellaton, Casting e por ai vai), pelo amor de Deus!!! não tem para ninguém... As mulheres da Espanha é que tem muito disso, aquela pele bem clara e cabelos negros, lisos... isso para mim é o céu, me deixa louco. Mas voltando ao gajo, ele não é um Deus grego, mas tem alguma coisa nele que me atrai... não sei o que é. Mas..., onde se ganha o pão, não se come a carne, ehehehe.

Ufa! acho que consegui escrever um pouco... ehehe mais um pouco e eu escreveria um "tratado sobre ... ", agora, olhando para frente... vamos ver o que a semana nos reserva, que vai rolar muito trampo eu já sei... agora é saber se vou ter supresas e emoções que virão como adicional, ehehe.

Uma última coisa...

Outro dia estava em uma palestra, que por sinal foi até eu que indiquei o palestrante, e ele colocou uma frase daquelas que parece ter sido escrita para você, aquilo foi como duas bofetadas na minha cara. "Fiquei bege!!!", ehehehe As vezes tenho a sensação que vida me manda alguns recados, como eu gostei muito, vou deixar aqui, com os votos de que todos os que por aqui passarem, tenham uma ótima semana!!! Para aqueles que já encontraram aquela Pesssoa, que não é mais apenas "uma Pessoa", que tenham uma semana de muito amor!!! Para aqueles que como eu estão "no meio tempo", que possam amar e curtir a si próprios, pois é o primeiro passo para poder estar apto a amar outro alguém.

"Se você abre uma porta, você pode ou não entrar em uma nova sala. Você pode não entrar e ficar observando a vida. Mas se você vence a dúvida, o temor, e entra, dá um grande passo: nesta sala vive-se ! Mas, também, tem um preço... São inúmeras outras portas que você descobre. Às vezes curte-se mil e uma. O grande segredo é saber quando e qual porta deve ser aberta.

A vida não é rigorosa, ela propicia erros e acertos.

Os erros podem ser transformados em acertos quando com eles se aprende. Não existe a segurança do acerto eterno. A vida é generosa, a cada sala que se vive, descobre-se tantas outras portas. E a vida enriquece quem se arrisca a abrir novas portas. Ela privilegia quem descobre seus segredos e generosamente oferece afortunadas portas. Mas a vida também pode ser dura e severa.

Se você não ultrapassar a porta, terá sempre a mesma porta pela frente. É a repetição perante a criação, é a monotonia monocromática perante a multiplicidade das cores, é a estagnação da vida... Para a vida, as portas não são obstáculos, mas diferentes passagens!"
(Içami Tiba)


(A bientôt mes amis)

14 comentários:

BlueBob disse...

Estava eu lendo os comentários no blog do Trintinha, quando tive a curiosidade de conhecer quem era Tin Man. Abençoada curiosidade!! Latinha, virei fã!!!!

É saboroso ler suas palavras, a maneira como materializa suas idéias e sentimentos, com um toque de bom humor e muita lúcidez. Mais um blog que descobri ser essencial (pelo menos pra mim).

Deixa eu meter minha colher no doce agora. Arrisque-se com o carinha que vc vem tc no MSN. Pelo que vc descreveu parece que ele tá sozinho e a fim. Se não der certo, arrisque com o "espanhol" do teu trabalho, que parece ser do lado rosa da força. Últimamente venho aprendendo a importância de arriscar-se, abrir as portas que estão à nossa frente. Não custa.

Um bj

Ah, PTA foi incorporado ao meu vocabulário.

Viajante interdimensional disse...

puxa gostei muito do seu post, sabe eu também sou muito timido, pra mim com as garotas sempre já foi uma dificuldade enorme, eu smepre quis saber como chegar nelas, e o que fala rpara elas, com os homens era ainda pior, eu adoro esse coisa da conquista, mas já é dificil vc saber se o cara também curte, e depois saber como chegar, pq sabemos que alguns são meio machista " não curtem esse negócio de romantismo", ou outros que têm a mente mais preparada e você pode dar uma cantada , etc.. eu compreendo isso porque eu nunca levei cantada de homem, nunca vou saber como reagiria, acho que morreria de vergonha e ficaria sem palavras, mas acharia legal hehe, acho que se a intenet não existisse ficaria solteiro pra sempre, pois sou melhor com as palavras mesmo :p

Cara Imperfeito disse...

Aleluia!
O blog voltou a ser habitado.
Tin, não nos conhecemos, mas a cho que vc deveria ousar, tentar, experimentar. Claro, sempre na maior discrição possível.
Tente ver o que há além da porta!
Abração.

Dawson disse...

Oi amigo!!!

Cara, tuas palavras no final do post caem como uma luva pra algo que estou vivendo no momento.

Falo sobre isto no post mais atual.

Maravilhoso poder ler isso.

Amigo, vê se não some tá?

Abração!!!

Oz disse...

Como nós temos coisas parecidas... Nunca tivemos (ainda) um namorado, a mesma falta de jeito para passar da teoria à prática e até o cara do MSN! Foi o primeiro a quem ousei mostrar uma foto (felizmente não nos conhecemos!), a primeira conversa durou duas horas, com uma afinidade total, risadas pelo meio... Enfim, por causa dele estou a agora a passar um mau bocado, pois ele é sempre muito envolvente, mas a coisa não evolui. Para mais, de repente dá uns sumiços e eu fico à toa. Não consigo perceber se quer só ser meu amigo ou se quer algo mais.
É ou não muita coincidência!
Abraço!

FOXX disse...

ow amigo
eu tb estou nesta mesma carencia
vamos nos ajudar?
hauahauah


aki tb há vagas...

edu disse...

Upa, que enchurrada de novidades!
Confio no teu taco, Latinha. Afinal, você não é o Leão Covarde. Na hora certa, você saberá o que fazer!:-)

Beijo!

Tiago J. disse...

E tão bom é fazer uma viagem despretenciosa, sem medo, audaciosa, que supere limites, que vença fronteiras, um amor, uma vitória ou uma viagem...

E vamos vivendo da melhor forma que pudermos..
Boa semana!

ronaldo disse...

Oi!

Estou aqui poe indicação do Edu!

Muito bom seu texto.

Cara, tenha coragem, arrisque-se, acho que a pior dor é a do arrependimento de não ter feito algo.

Mas não saia por ai se aventurando por e com qualquer coisa, pois isso doi também.

Gostei daqui!!

Voltarei!

Abraços!

Jovemaventureiro disse...

Recebi teu e mail Tin, ainda to na area tá.. depois eu respondo ele com mais calma!!

Abraços!

Ricardo Mantler disse...

Eu achava que você era um figuraça.

Agora estou certo.

Quando vem ao Rio?

Quando vai me adicionar no msn?

Viajante interdimensional disse...

Ow amigo adorei teu blog, pode crer que vou passando aqui e lendo aos poucos seus post :)

já li mais um hj heehhe, mas é isso, depois te favorito no meu e záz o/

grande abraço :D

Dual Life disse...

É, amigo...

Em época de PTA, só resta se acabar metendo a mão na massa!

Kkkkkkkkkk!

Sabe o que é mais legal nessa história toda tua? É que estás aproveitando a vida e tirando coisas boas dos momentos mais simples. Como deve ser.

Muito inspiradora a mensagem!

Abraço.

Trintinha disse...

Amigoooooooooooooo! Blz? OLha, UFA, agora qeu terminei de ler seu post! Rsssss... TAnta coisa prá comentar, mas selecionei um ponto importante: CORRA OS RISCOS! Eles foram feitos prá isso! Melhor quebrar a cara, do qeu ficar imaginando o que poderia ter acontecido! Beijos!

Postar um comentário