Reabilitação


Em geral, ao capturar um animal silvestre, ele deve permanecer um tempo em um centro de reabilitação, para que ele novamente possa aprender a se virar sozinho na natureza e a livre. De certa forma, eu acho que estou nesse período de reabilitação, justiça seja feita, eu nunca tive problemas na minha casa, nunca me senti preso ou deixei de fazer coisas por que estava lá, mas agora, eu tenho uma "liberdade" diferente...

Posso passar o dia de cueca e camiseta! Ninguém vai me perguntar, por curiosidade ou cuidado, que horas eu cheguei ou sai, enfim, posso fazer o que quiser [kkk]... isso é bom! É claro... mas ao mesmo tempo, para mim, é estranho... Eu cresci em São Paulo, com todas aquelas neuras de sair e não saber se iria chegar, se foi sequestrado, se chegou bem ou teve algum problema, então sempre foi um hábito em casa a gente avisar por onde andava. Exagero?! Bom, eu também pensava, até o dia que eu cheguei na casa de uma amiga - as 16h00 - e encontrei ela e a mãe amarradas e dois caras assaltando a casa! Enquanto meus pais achavam que eu estava na faculdade, eu estava chegando em casa de camburão, após ter ficado um tempão amarrado com elas...

Enfim... cá estou experimentando um novo viver! Tentando criar uma rotina que seja minha, tentando criar regras para um mundo que seja meu, tem sido bacana, esse final de semana mesmo sai com alguns colegas para uns coposNo meio tempo, essa coisa de viver só, também é ótima para a gente revistar uns esqueletos no armário né?! Andei dando uma geral em alguns que por lá estavam meio empoeirados.

Nessa brincadeira, tem um que ainda não consegui jogar fora por completo, mas, como diz um amigo, estou tentando não cultivar rituais... é apenas um revisitar, como alguém que acha um livro com uma história que um dia a gente leu e curtiu muito. E por isso, o pensamento da semana ficou por conta de uma questão... Por que raios eu ainda me importo com algumas coisas?!

Enfim... esses dias são muito complicados para alguém que um dia me foi muito caro, são dias doloridos, pois um ano se completa da perda de uma pessoa de grande importante na vida dele... Há um tempo que não nos falamos, sem culpados, mas no início do mês eu lhe respondi um e-mail que estava alguns meses no limbo da minha caixa postal. Nenhuma resposta até o momento... queria tocar um "foda-se" bem sonoro, mas eu não consigo...

E não é porque sinto ou espero algo em troca... já tenho essa questão resolvida para mim, mas sei lá... queria vê-lo bem, talvez por imaginar a dor que ele deve estar passando, eu me preocupo... E fico rodando em círculos, se devo escrever, se devo tentar manifestar minha solidariedade de alguma forma ou, se devo simplesmente, me recolher ao lugar em que sempre tive em relação a ele, do lado de fora.
Enfim...

Ainda estou sem internet em casa, o que ainda vai me deixar louco! [kkk] Mas acho que semana que vem consigo resolver isso...

No mais, tempos de descobertas, de planos e de torcida pelos planos dos amigos...Esse final de semana eu tentei tirar o atraso e passar pelos blogues amigos, bom ver a vida fluindo... acho que a partir de agora as coisas começam a entrar nos eixos e a ganhar um ritmo mais interessante...

Hasta luego!

8 comentários:

Raphael Martins disse...

Essa sensação de liberdade deve ser ótima... rs

Mabe disse...

Vamos por partes....

Tirar o pó dos esqueletos é bom...melhor ainda jogar fora aqueles que estão com ossos faltando, visto que se não tem o todo de que serve apenas parte.

E vc se importa, pq simplesmente se importa, e isso é da sua natureza, não adianta lutar contra isso...vc se importa com quem quer que seja que lhe cativa...fato. Então, melhor conviver com isso..só não deixe que isso assuma o controle total, pois dai sim é problemático.

Não sei...acho que a sua fase de "dar o ombro ao amigo alheio" já passou...aposto como mesmo com essa grande perda, ele tb já seguiu seu rumo, a vida já engrenou e tudo está andando, mesmo que seja difícil, mas está, poi a vida não pára. Então, já que vc mesmo reconhece que "fica de fora" da vida dele....fique de fora mesmo.

E assim....andar de cueca e camiseta???? Nesse frio que vc diz que faz ai????? Conta outra...kkkkkkkkkk.

Criar rotina é bom, mas melhor ainda é quebrar essa rotina. Vai levando, cada dia em um prato da balança, qq hora vc acha um ponto de equilíbrio.

Grande abraço...e ta fazendo falta por essas bandas do sudeste...kkkkk...abraço.

Cesinha disse...

Faz Parte! ;-)
Grande abraço!

FOXX disse...

fico mto feliz com suas conquistas, qrido
vc ainda vai ser mto mais feliz

Carlos Roberto disse...

1º Estou inteiramente chocado com a narração do segundo parágrafo.

Liberdade é uma palavra que denota uma falsa ilusão. Temos uma sensação de se libertar de algo, mas nós como seres humanos, criados em uma civilização pautada por leis, necessitamos imediatamente de outras leis para conduzirem nossas vidas. No fundo, o que chamamos de liberdade é apenas uma mudança dessas leis.

Quanto ao momento "o que eu faço dessa vida sem você" hahaha... Se não houve culpados, acredito que você deva tentar pelo menos mais um contato. Pensa assim: "Se eu não fizer irei me correr na dúvida: será que faria bem ou não?" Mas se você fizer, o "não" - digamos assim - você já tem, pode surgir dai um bonus que é uma bela resposta. No fundo, no fundo temos um resquício maldito chamado orgulho que nos impede de fazermos aquilo que temos vontade com medo do que o outro vai achar. Não se prive disso, meu anjo, faça o que tem vontade e deixa a vida lhe trazer os resultados.


Beijão,
Bom saber que você está bem!

Lucas disse...

Levei um susto com esse título: reabilitação. Reabilitar... não seria Reabituar? São coisas bem distintas. Não creio que você precise se reabilitar. Não me parece que você tenha perdido alguma coisa e precise recuperá-la. Como quem perde os movimentos e necessita de uma clínica de reabilitação. Tá entendendo onde quero chegar? (rsrsrs)

Amigo... você é mais que habilitado pra ser feliz! E, interessante, você sabe disso! E, cá entre nós, tenho certeza que, além de saber, deve estar sentindo.

Beijos.

Fred disse...

Que porra é essa de mudança pro país hermano??????
Hein??????
Menino... precisa me escrever mais... tô perdendo controle sobre a tua vida... hahahaha! Mas onde que que estejas, que estejas bem! Tô sempre contigo, sabes disso!
E ainda me deves os tais mojitos e bendito "cupom de sexo" com o Grisalhão... hahahahahahaha!
Beijones e abraçones!

Serginho Tavares disse...

olha... eu gostei desta sua reablitação
legal saber que está aproveitando uma nova fase de sua vida
pelo menos foi o que senti
beijos queridão

Postar um comentário