Desapego!

Ando em uma fase que não tenho conseguido concatenar as idéias para escrever, na verdade são tantas coisas acontecendo que fiquei meio que perdido entre elas, de fato, não são tantas, mas coisas significativas e que me obrigaram a revirar outras coisas que vinha procurando deixar quieto, enfrentar alguns fantasmas e quem sabe, reinventar respostas para questões que eu achava já ter respondido.

Apesar de já ter colocado a mão na massa em algumas coisas, as vezes me sinto patinando para dar um rumo novo para minha vida, há situações que já foram compreendidas, há mudanças que ainda não sei como concretizá-las... para ser honesto, me sinto atropelado pelo tempo... é como se tudo estivesse em um modo acelerado! Mas, vamos que vamos, acertei comigo mesmo algumas metas até o final do ano, e cabe agora arregaçar as mangas para que elas saiam da prancheta!
E que comecem os jogos! Vamos ver onde esses novos caminhos vão me levar...

O final de semana foi muito bom... com direito a amigos ao redor de uma mesa farta de risos e histórias, em um jantar perfeito para aquecer uma noite fria e seca... o vento frio que teimava a se fazer sentir, não me deixou esquecer que infelizmente nem todos os meus amigos, podiam estar rindo ontem, muito pelo contrário... mas dentre as lições "do dia", fica a certeza de que não fiz tudo o que podia, mas fiz aquilo que me foi permitido e dado espaço para fazer...

Que venha a nova semana... que venha o novo mês...


Eu fiquei uma porção de tempo tentando ser "legal e maduro",
"uma presença leve e agradável" —
porque eu tô ainda muito inseguro de mim mesmo, e não acreditando
absolutamente que alguém possa me curtir bem assim como eu sou.
Eu não tenho quase experiência dessas transações, me enrolo todo,
faço tudo errado — acabo me sentindo confuso.
Tudo isso é tão íntimo, e eu já estou tão desacostumado de
me contar inteiramente a alguém, tão desacreditando
na capacidade de compreensão do outro, sei lá,
não é nada disso, sabe? Conviver é difícil — as pessoas são dificeis
— viver é dificil paca."
(CAIO FERNANDO ABREU)

6 comentários:

Eduardo Paiva disse...

Fim de semana com amigos é sempre muito agradável, principalmente quando não podemos os ver sempre!

Boa sorte com suas metas latinha!
Espero que acerte com suas expectativas!

Grande abraço,
Eduardo.

BruH's World disse...

Eu adoro finais de semanas rodeado de amigos. Que venham mais dias como este na sua vida e na minha também, porque me soa maravilhosamente agradável.

se cuida ai.

FOXX disse...

latinha, pq vc está sempre escrevendo sobre dar um rumo novo a sua vida? de verdade, já li isso aqui milhares de vezes, então eu fico me perguntando aqui: será q vc fala e não faz nada, ou será q vc faz e não gosta do resultado e tenta mudar de novo? é uma dúvida sincera, espero que vc não se ofenda achando que tow "reclamando" por vc estar dizendo isso, ok?

Edu disse...

O Foxx tem um pouco de razão... Será? :-)

inconstanteblog disse...

Seguindo a linha do Foxx, pode ser que o que seja possível mudar (e que talvez venha sendo mudado), não é de fato a origem de algumas insatisfações.

Talvez o grande "problema" não possa ser atacado, ou vc não queira atacá-lo ou sequer reconhecê-lo.

Daí essa constante necessidade de dar novos rumos.

Acho que foram questões demais pr'um só comentário... rs.

Mas se de fato "fica a certeza de que não fiz tudo o que podia, mas fiz aquilo que me foi permitido e dado espaço para fazer", que venha o alcance de seus novos objetivos. E que eles resultem no que vc quer mesmo.

Um xêro... e me desculpe se fui inconveniente no comment...

Carlos Roberto disse...

Diferentemente do Fox eu já sigo para outra linha crítica que é o texto. Para mim um texto tem muito de verdade e muito de ficção, às vezes é fácil separar, outras não. O que para mim é importante é ver a maneira como o tema se desenrola, como vai sendo construído o pensamento, a escolha das palavras, o ritmo do texto, a linguagem, a reflexão. Todos esses elementos que são um veneno na veia de um professor. (risos).

Acho sempre bom falar de mudanças, de expurgar todos os pensamentos, pois ruminar ideias não as coloca em prática. Estou um pouco assim também... Um problema sério para escrever, tento que escrever, ideias vindo, ideias sumindo, pensamentos permanecendo, mas nada se concretizando... Parece que estou num vazio tão grande que o ele próprio está me consumindo, me ruminando.

Acredito que o seu final de semana tenha sido um alívio para sua alma. Isso realmente é bom. Infelizmente não sei o que é isso. Basicamente só tenho uma amiga, mas sempre rimos, mas não assim... A solidão me acompanha desde sempre... Fazer o que né!? Boa semana querido. Adoro seus textos, como sempre.

Postar um comentário