Em 1 minuto...

09/DEZEMBRO/2010

Eu me considero uma pessoa de fé.... indepedentemente do caráter religioso envolvido na acepção da palavra, eu sempre acreditei nas pessoas, na vida e que no final tudo fica bem... Mas acho que até as pessoas que acreditam, tem lá seus dias de dúvida. Mas também, não sou daqueles cuja a crença acaba frente a primeira dificuldade, quase sempre é nesse momento que eu busco mais força para tentar superar e quem sabe entender o que se passa. Resiliência.

Mas as vezes é tão dificil... e torna-se necessário parar e respirar fundo...

Minhas perspectivas para Dezembro eram as melhores possíveis, tinha/tenho para mim que seria um mês excepcional, de encontrar novos caminhos, de achar novas paisagens... mas ainda nem chegamos ao dia 10 e foram 2 duros golpes.

O primeiro eu tirei de letra... apesar das reverberações, como diria um grande amigo, não posso dizer que chegou a me abalar, mas mesmo assim me fez pensar em tudo o que poderia ter acontecido. Rei morto, rei posto... Mas, nada pode ser muito simples...

Hoje recebi a noticia da morte de uma pessoa muito querida... 1 minuto, e ela se foi.... estranho como nunca estamos prontos para essas horas, independente de religão e tudo mais, mesmo sabedores que mais dia menos dia teremos que lidar com isso... mas nunca estamos prontos. Há anos não a via pessoalmente, planejava ir em Janeiro fazer-lhe uma visita...

Não sei se as lágrimas que insistem em brotar nos meus olhos são de tristeza, de saudade, de alívio, mas elas rolam... talvez sejam de agradecimento, ela me ajudou muito uma época em que precisei... e sei que ela estava sofrendo muito... talvez seja de solidariedade pelos que ficaram... mas nessas horas tudo parece tão triste, tão duro... que é duro acreditar.

Uma vez li em um centro espírita uma frase que dizia mais ou menos assim:

"Quando você nasceu, todos riam e só você chorava
Viva de tal forma, que quando você morrer
Apesar de todos chorarem, você possa sorrir"

Tenho certeza que onde estiver, ela vai estar sorrindo.... pelas bela família que construiu, pelas pessoas que ajudou e pelo exemplo que foi.

No mais, é só dar tempo ao tempo.... e se acostumar

que a morte é apenas uma curva na longa estrada de nossa existência...





4 comentários:

Serginho Tavares disse...

tudo isso faz com que fiquemos de pé e talvez a fé seja isso
não sei
fica bem

beijos

FOXX disse...

meus pêsames...
melhoras...

Edu disse...

Nunca estamos preparados e nunca sabemos o que dizer pra confortar quem sofreu a perda. Fica então nosso abraço apertado.

Beijo!

Luma Rosa disse...

Não é fácil perder alguém querido!! Fique bem, Latinha!! E agradeça todos os dias o ar que você respira! Beijus,

Postar um comentário