3 Tempos

(14/02/2010)

1. On Vacantion

Me dei uns dias de férias. Estava precisando e como eu sou meio "do contra", esperei todo mundo voltar das férias para eu poder sair, afinal de contas, além de ter ido trabalhar no meu período oficial de férias eu nasci depois da lei do ventre livre, pedi e ganhei uma meia semana. Foi a melhor coisa que eu fiz, andei [muito!], visitei lugares muito legais, estive com amigos, dei muita risada e voltei com muitas histórias para contar.

And the Oscar goes to... para o comissário que veio no voo que me trouxe para casa... tudo bem que ele atendia a parte dianteira do avião e eu estava na rabeira, oh azar!!! Mas, pelo menos por cima do livro eu tinha uma boa visão! Benza Deus!!!

2. Carnaval

Eu estou parecendo um Coala! Meu metabolismo basal deve estar baixissimo! Mas enfim, fazer o que... eu nunca fui lá muito fã da folia de Momo - bom, tem uns episódios no passado, mas é melhor deixar quieto! De qualquer forma, ontem choveu o dia todo e fez um friozinho... hoje pelo jeito vai no mesmo ritmo...

3, A frase

Ando meio "bodado" esses dias, nada em especial, mas há algo de estranho no reino da fantasia, por falar nisso, dia desses folheando um livro me deparei com uma frase, não sei porque aquela frase ficou matelando o resto do dia na minha cabeça.

"Para encontrar o amor verdadeiro,
é preciso jogar fora o sonho.
Você está disposto a pagar o preço?!"

Nada demais certo?! Até um pouco clichê como diria um amigo.

Mas então porque isso me incomodou tanto?! Confesso que sempre sonhei encontrar um "amor verdadeiro", seja lá o que ele for! Só que a vida é diferente dos sonhos, neles normalmente esquecemos de considerar o outro envolvido, e tudo acontece na CNTP.

Fato é, que o sonho aconteceu, no princípio... do jeito que eu imaginei... os desdobramentos foram um tanto quanto inesperados [pelo menos para mim], mas hoje sei que sonhos podem sim virar realidade. Só que há um tempo em que precisamos evoluir e infelizmente o que não nos serve mais precisa ser deixado para trás, e assim... o sonho se foi... soltei-o ao vento, como quem abre a gaiola de um pássaro que até então estava aprisionado.

Mas fica uma sensação de, E agora, José?!


Enfim... é pagar para ver! ;-)
Mas para pagar é preciso ter $$ e para isso, trabalhar é preciso! Como sempre, milhões de coisas me esperam, assim como a próxima viagem! ;-)

E vamos nós!


"Então que seja doce.
Repito todas as manhãs, ao abrir as janelas,
para deixar entrar o sol ou o cinza dos dias,
bem assim, que seja doce".

(Caio Fernando Abreu, Os dragões não conhecem o Paraíso)


Inté!

7 comentários:

FOXX disse...

Que seja doce então!

Edu disse...

Eu acho que você viaja tanto apenas pra ficar de olho em comissários e tripulantes... Quem sabe é o próximo amor, um comandante sukita de uniforme?? :-P

Tiago disse...

Como disse o FOXX acima
Que seja Doce e mto bom!
Nada como umas férias para renovar as forças
E tão bom ter essa sensação das coisas boas que nos esperam..
Tudo vale mais a pena, o esforço é mto mais válido!
E vamos voltando.. Aos poucos, mas voltando..
Abração!

M. disse...

Poxa, que inveja do friozinho!
Aqui em SP o concreto ja tá amolecendo de tanto calor.
Desumano!

E tu voando pra lá e pra cá... muitas historias hein Latinha hehe

Beijão!

Paulo disse...

Fala, meu querido!

Sabe qual o problema? Quando você encontra o verdadeiro amor e ele é exatamente igual ao teu sonho.

Na hora que acaba, todos que vierem na sequência vão ser comparados, e nunca vão chegar aos pés do sonho.

Realmente é difícil abrir mão do sonho. Levei muitos anos para isso acontecer, e ainda tenho minhas recaídas de vez em quando!


beijão!

S.A.M disse...

Então comigo o sonho se tornou realidade, mas eu também tive surpresas e finalmente acordei - de fato - e fiz a mesma coisa, soltei o pássaro!

saudadeS!

Guy Franco disse...

Estou quase vendendo sorvete na praia. E isso não é engraçado.
O sonho você abandona quando nasce; depois disso, quando completa 13 anos e não te dão mais presente no dia das crianças.

Postar um comentário